Johann Sebastian Bach, o compositor barroco

O último da tríade de gênios musicais(não em ordem cronológica), Beethoven, Mozart e Bach. Johann Sebastian Bach nasceu no ano de 1685, na Alemanha, no ducado de Saxe-Eisenach, numa região conhecida como Turíngia do Sacro Império Romano. Sebastian Bach é o membro mais proeminente da família de músicos Bach na Turíngia. Seu pai, Johann Ambrosius Bach, era diretor dos músicos da região, e provavelmente foi ele que introduziu Sebastian à música, ensinando os instrumentos musicais cravo e violino.

Pai de Sebastian, Ambrosius Bach.

O músico ficou órfão ainda criança, aos dez anos de idade, foi morar com seu irmão, Johann Cristoph Bach, que continuou ensinando música ao pequeno Sebastian. No ano de 1700 ele consegue uma bolsa de estudos, e vai para St. Michael’s School, uma escola de muito prestígio na época. Nesse lugar Bach aprende sobre a cultura europeia.

Sebastian Bach, após se formar, foi aceito na corte do duque Johann Ernst III, em 1703, como o músico da capela. Seu talento atrai a atenção das pessoas, e ele é nomeado organista na hoje conhecida como Igreja de Bach, em Arnstadt. Nessa época ele domina o contraponto, uma forma de escrita musical, e suas construções musicais.

A oferta musical, contraponto, composição de Bach.



No cargo de organista o músico recebe um bom salário, porém ele fica insatisfeito com a qualidade dos seus alunos que faziam parte do coral. Um aluno, Geyersbach, atacou Bach por causa das críticas que ele fazia.

Órgão que Bach usou em Arnstadt.

No ano de 1706, ele se torna organista na vila de Mühlhausen, onde compõe sua primeira cantata (BWV 131)*. Outra cantata composta pelo músico, Deus é meu rei (BMV 71), foi apresentada numa inauguração do novo conselho municipal anual e foi muito bem recebida pelo público.

Bach foi promovido a diretor músico do coral em 1714, ele compôs diversas cantatas como a Rei do Céu, bem vindo (BMV 182), a chorando, lamentando, preocupando-se, temendo (BMV 12), a Ressoe, suas canções; toque, suas cordas! (BMV 172), todas composições litúrgicas para ocasiões religiosas. Porém em 1717, Sebastian Bach quer forçar sua demissão do cargo e acaba sendo preso. Na prisão o músico compôs quarenta e seis coros no seu livro Orgelbüchlein (Livro do pequeno órgão).

O príncipe Leopoldo de Anhalt-Köthen (um principado do Sacro Império Romano), contrata Sebastian Bach como diretor músico do coral, como o príncipe era protestante calvinista, suas composições são seculares. Nessa época ele faz diversas composições que são publicadas em O cravo bem temperado, Concertos de Brandemburgo, Suítes Solo para violoncelo.

O músico deseja ir para Liepzig em busca de mais conhecimentos, e manda sua obra Concertos de Brandemburgo, que ele considera seu melhor trabalho, para se candidatar a cargos de músico na cidade.

O músico vai para Leipzig e é nomeado Thomaskantor (cantor em St. Thomas), diretor musical do coro chamado de Thomanerchor, e o músico compõe música para quatro igrejas da região, Igreja de St. Thomas, Igreja de St. Nicolau, Igreja St. Mateus e Igreja de St. Pedro. Assim como em seus outros empregos, Bach entrou em conflitos com seu empregador que ele considerava mesquinho.

Igreja de St. Thomas em Liepzig,

A cidade Leipzig era uma das maiores cidades da Saxônia, onde acontecia feiras comerciais, e que possui uma universidade renomada. Bach compôs cantatas para todos os domingos e dias de festa durante cinco anos, infelizmente uma parte dessas composições se perdeu com o tempo.

Sebastian Bach jovem.

Na Universidade de Leipzig, Sebastian Bach, sendo encarregado das músicas em dias festivos e domingos. Em 1729, o compositor assume a diretoria do Collegium Musicum, e fez diversas apresentações musicais.

Sebastian Bach, ao contrário do que muitos pensam, foi um compositor de música barroca, é com ele que esse estilo musical atinge seu apogeu. Bach também foi um excelente autodidata, estudando as obras de barroco que existiam na época. O músico possuía uma biblioteca especializada em teologica, bibliologia, mística com quarenta e seis livros de Martinho Lutero. O compositor era muito religioso.

Nos últimos anos de vida o músico se juntou a Correspondierende Societät der musicalischen Wissenschaften, uma sociedade das ciências musicais, fundada por Lorenz Cristoph Mizler. Ele fez diversas composições para essa sociedade musical, como A Oferenda Musical, Variações Canônicas e A Arte da Fuga (obra que acabou ficando inacabada, mas mesmo assim foi publicada).

No fim de sua vida, Sebastian Bach, começou a ficar cego e isso o impediu de continuar trabalhando. E dois anos após perder visão, o músico acaba morrendo de derrame.

Sebastian Bach é considerado um dos maiores e mais importantes compositores, junto com Beethoven e Mozart, ele ocupa um lugar importante na história da música.

*Cantata é uma composição vocal que tem acompanhamento instrumental.

Um comentário em “Johann Sebastian Bach, o compositor barroco

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.