Resenha: A jornada do Avatar Aang

O Avatar Aang é o personagem de um desenho que tem o nome Avatar a lenda de Aang (Avatar: The last airbender) e que foi produzido pela Nikelodeon lá pelo ano de 2005. 

Spoiler

O enredo da história é assim, existe um mundo, onde tem algumas pessoas com poderes de dominar um dos quatro elementos da natureza: água, terra, fogo e ar. Esse mundo é dividido em quatro nações, de acordo com os elementos que dominam. A nação do fogo domina o fogo, o reino da terra tem dominadores de terra, e assim por diante.

Existe uma pessoa especial que é capaz de dominar os quatro elementos, que é o Avatar. E esse avatar vai reencarnando em cada nação, num ciclo assim, primeiro ele aparece nas tribos da água, e é a princípio um dominador de água, depois ele reencarna no reino da terra, e aí a nação do fogo e os nomades do ar, e esse ciclo de água, terra, fogo, ar vai se repetindo ad infinitum.

Quando ele reencarna numa das quatro nações, ele não sabe que é o Avatar, e a princípio ele é um dominador normal de um elemento. Por causa de um série de testes que fazem com os dominadores no lugar onde o Avatar vai reencarnar, os chefes já sabem quem é essa pessoa. E quando ela completa 16 anos eles revelam que essa pessoa é o Avatar e deve iniciar uma jornada pra dominar todos os outros elementos.

Pra que serve o Avatar?

Ele é o ponto de equilíbrio entre as nações, como ele se torna o mestre de todos os elementos, se uma nação atacar outra ele pode derrotar os dominadores dessa nação.

No desenho, o último Avatar é um dominador de fogo, o Roku, ele é amigo do senhor do fogo, e vê as pretensões dele de dominar o mundo e iniciar uma guerra, mas como são amigos, o Roku acaba dando uma chance ao Senhor do fogo de parar as pretensões de iniciar uma guerra.

Porém quando o Avatar morre, a nação do fogo inicia uma guerra pra dominar as outras nações, e o senhor do fogo sabe que pelo ciclo de reencarnações, o novo Avatar será um dominador de ar, e ele aniquila todos os dominadores de ar. E o Avatar desaparece do mundo, a princípio, e a guerra dura 100 anos.

Um dia dois irmãos que vivem no tribo da água do sul, descobrem um enorme iceberg e veem que existe a figura de uma pessoa congelada dentro dele. Um dos irmãos, a Katara, é dominadora de água, e acaba rompendo o iceberg, e a pessoa que está dentro é libertada, e está viva. É um menino de 12 anos que não sabe que existe uma guerra acontecendo. E eles chegam a conclusão que esse menino deve ter congelado no iceberg antes da guerra. Ou seja, ele tem na verdade 112 anos.

O nome do menino é Aang, e como ele viveu há cem anos atrás, os irmãos, Sokka e Katara, ficam curiosos pra saber se ele sabe alguma coisa sobre o que aconteceu com o Avatar. Mas ele desvia do assunto.

A cena muda para um barco, e nós conhecemos o príncipe Zuko, um dominador de fogo, que foi exilado e só pode voltar a Nação do Fogo se achar o Avatar, ele é acompanhado pelo tio Iroh, que é sensato e argumenta que é difícil ele achar o Avatar, já passou cem anos e ninguém nunca viu ele, mas o Zuko está determinado em encontrar.

Quando a Katara liberta o Aang do Iceberg, um flash de luz enorme aparece no céu, e o príncipe Zuko vê e vai em direção ao lugar.

Enquanto isso, o Aang e a Katara estão brincando e explorando uns lugares, até que o navio do Zuko atraca, e ele exige ver o Avatar, porque ele tem certeza que a luz é coisa do Avatar. O Aang interfere e pergunta pro príncipe se ele vai embora e deixa todos em paz se achar e levar o Avatar com ele. O Zuko responde que sim. Então o Aang revela que é o Avatar e vai junto com o Zuko pro navio, e o príncipe vai embora e cumpre a palavra deixando o pessoal da aldeia em paz.

A Katara não acha certo deixar que o Aang seja prisioneiro e que ninguém vá ajudar ele, e resolve ir atrás do navio do Zuko, e o seu irmão, o Sokka, acompanha ela.

O Aang é o Avatar e consegue se libertar sozinho e bem rápido do navio, porém a Katara e o Sokka aparecem e acabam ficando reféns do Zukko que é dominador de fogo. Acontece uma confusão e o Aang entra em estado Avatar e fica muito poderoso e salva todos dessa situação. Então a Katara e o Sokka resolvem acompanhar o Aang, e ele quer voltar pra casa, para os nômades do ar.

O que ele não sabe é que a nação do fogo exterminou todos os nômades do ar, e os irmãos não falam isso pra ele…tentam um pouco, mas deixam pra lá. Quando ele chega lá, está tudo vazio, e os irmãos tentam esconder os rastros que a nação do fogo deixou, mas o Aang logo percebe que tem alguma coisa de errada, e acaba achando o esqueleto do monge que ele mais gostava, ele fica furioso e entra em estado Avatar de novo, mas a Katara consegue tirar ele desse estado, diz que eles são uma nova família.

Nesse momento o Aang percebe que vai ter que acabar com a guerra derrotando o senhor do fogo. Mas ele só sabe dominar o ar, e tem que buscar mestres que o ensinem a dominar a água, a terra e o fogo.

Eu contei a história até o segundo episódio, mas por um motivo, pra mostrar como a história é legal e também porque surge um monte de problemas que terão que ser resolvidos e nesse momento ninguém pensa quais são esses problemas.

Fim do Spoiler (assista os 2 episódios da série e leia o que está abaixo)

Quem vai ensinar o Aang a dominar o fogo, se a nação do fogo é inimiga do Avatar? Quando ele derrotar o Senhor do Fogo, quem ocupará o lugar dele? O Aang vai ter que matar o Senhor do fogo? A única função do Zuko será atrapalhar o Aang na jornada? Por que ele foi exilado? E o mais importante, por que se dar o trabalho de dominar todos os elementos, se em estado Avatar o Aang se torna super poderoso e domina todos os elementos, não é mais fácil resolver tudo entrando nesse estado?

Os autores da série conseguem resolver todos esses problemas e a série termina de um jeito lindo.

aangcomple

E eu não comecei a resenha, só resumi a história pra que você se interesse e assista

A jornada é importante

O desenho tem inspiração meio oriental, meio ocidental, é uma mistura na verdade. A história começa meio bobinha, e clichê. Um avatar sumido que aparece magicamente e o inimigo que procura por ele está no mesmo lugar e momento que isso acontece. E a missão dele é terminar umaa guerra e estabelecer a paz no mundo derrotando um arqui inimigo. É uma história comum, com elementos mágicos que é a dominação dos elementos da natureza. Mas essa aparência de a mesma história de sempre engana.

aang1

Essa animação é o exemplo perfeito daquele ditado que diz “o que importa é a jornada”. E quando ela começa…se prepare, porque é uma lição de vida atrás da outra. O menino bobinho e brincalhão, que não quer ser o Avatar vai passar por cada situação, e vários dilemas morais. E o último deles é matar alguém pra acabar com uma guerra é o certo? É a única solução possível?

aangfogo
O que o Aang vai fazer? 

Além da jornada do Aang, temos a do Zuko. No começo parece que ele é somente um personagem criado pra incomodar, mas durante a perseguição ao Aang, ele também enfrenta dilemas morais e existenciais, é traído, tem que fugir, enfrenta um monte de problemas. Tem um episódio que o tio do Zuko pergunta se o que ele está fazendo é uma escolha dele ou um destino que impuseram a ele, e diz: “Quem é você? E o que você quer?”

zukof

A jornada do Zuko é melhor e mais complexa do que a do Aang, e no final essas duas jornadas conseguem trazer a paz ao mundo.

(Se eu falar mais do que isso, vou estar contando muito e se você for assistir aos episódios, eu vou estar estragando o momento).

 

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.