Escolas de Arte Japonesas

A arte japonesa é conhecida pelo ukyo-e, que foi utilizado como inspiração por diversos artistas das vanguardas europeias. Desde Monet até mesmo Vincent Van Gogh usaram essas referências como inspiração para compor suas obras de arte. Devido sua proximidade com a China e a Coreia algumas técnicas artísticas são compartilhadas como a pintura em seda, tecidos, e o papel (que foi desenvolvido na China, Coreia e Japão).

Assim como aconteceu na China, a arte japonesa tem forte inspiração budista. Porém o Japão começa a se afastar da arte chinesa por volta do século IX d.C. Na história da arte japonesa houve diversas escolas artísticas em cada período no Japão. Conheça algumas dessas escolas:

Escola Tosa

A escola Tosa foi fundada pelo pintor japonês Tosa Mitsunobu, esse artista fazia parte de uma família de pintores da corte imperial. Ela foi criada no período Muromachi, entre os séculos XIV e XV. O tema das pinturas que seguiam essa escola eram temas narrativos de literatura e da história japonesa.

Pintura feita Tosa Mitsunobu.

As composições artísticas da escola Tosa são figuras planas, com linhas finas e precisas, cores brilhantes e grande atenção aos detalhes. Essa escola tem uma arte japonesa própria, em oposição à arte chinesa. O fundador da escola, Tosa Mitsunobu, pintou temas relacionados a corte e rolos de mão ilustrados (emaki – 絵 巻) que é o seu trabalho mais popular.

Mitsunobu passou para Mitsumochi (土 佐 光 茂) a tradição artística da escola Tosa, porém Mitsumochi acabou morrendo numa batalha, e sua família acaba perdendo o cargo de edokoro-azukari (chefe de gabinete de pintura). Mitsumochi se especializou em pintar pássaros e flores.

Após a morte de Mitsumochi a direção da escola foi assumida por Tosa Mitsuyoshi e seu filho Tosa Mitsunori que pintava leques cerimoniais para a corte imperial japonesa, ele também ilustrou rolos de mão literários como os Contos de Genji e Lenda da mandala de Taima (当 麻 曼荼羅 図, Taimamandarazu).

Os Contos de Genji, Tosa Mitsunori.

Escola Kano

No final do século XV até a Era Meiji no século XIX, o estilo artístico da escola Kano foi o dominante na pintura. A escola Kanō (狩 野 派, Kanō-ha) é uma das escolas de pintura mais famosas da arte japonesa. Seu estilo era de cores vivas e contornos firmes que eram utilizados para decorar os grandes painéis que decoravam os castelos da nobreza.

Tigres e dragões de Kano Sanraku.

O estilo artístico da Escola Kano se tornou uma espécie de arte oficial pois foi apoiado pelo xogunato japonês. As obras dessa escola foi fortemente inspirada pela tradição chinesa de pintura literária.

Kano Motonobu foi um pintor japonês da escola Kano, ele foi casado com a filha de Tosa Mitsunobu, o fundador da escola Tosa. Motonobu foi o responsável pela consolidação da escola Kano, o artista tinha muitas conexões políticas. Ele chegou a pintar o Monte Fuji para o shōgun Ashikaga Yoshinori, artista se tornou o pintor oficial do shogun.

Hosokawa Sumimoto a cavalo, Kanō Motonobu.

Os artistas utilizavam um fundo de ouro para decorar painéis, portas deslizantes e biombos, usando cores vibrantes nas pinturas feitas para a residência dos nobres japoneses, os temas eram animais, dragões, pássaros, árvores, flores e cenas panorâmicas. Essas pinturas podem ser vistas hoje em dia no Castelo Nijō em Kyoto no Japão.

Muitas pinturas feitas pela escola Kano fazem parte do tesouro nacional japonês. Cipestres é uma dessas obras que fazem parte do tesouro. Essa pintura foi feita por Kanō Eitoku, ele fez essa obra num biombo em um conjunto de vários painéis unidos. Esses painéis estão expostos no Museu Nacional de Tóquio.

Cipestres, Kanō Eitoku.

Escola Torii

A escola Torii (鳥 居 派, -ha ) foi fundada em Edo, é uma escola de pintura e impressão do ukiyo-e. Essa escola foi uma das responsáveis pelo desenvolvimento do ukiyo-e por causa dos artistas que faziam placas para o teatro kabuki japonês.

Um dos grandes artistas da escola Torii Kiyonobu I (鳥 居 清 信), que é considerado o fundador da escola Torii. Kiyonobu também é reconhecido por ser um pintor do estilo ukiyo-e. O artista produzia gravuras para o teatro kabuki.

Beleza em quimono preto, Torii Kiyonobu.

Essa escola foi responsável por definir o estilo do ukiyo-e e permaneceu no centro desse estilo. Os artistas começaram a usar cores para fazer as impressões de xilogravura, também utilizaram laca e pó de metal para dar brilho as gravuras.

O estilo da escola Torii era ousado e dramático, os artistas, como Kyionobu I, usavam linhas grossas e arrojadas nas pinturas impressas em xilogravuras.

Essas três escolas revelam os estilos artísticos que fazem parte da história da arte japonesa.

7 comentários em “Escolas de Arte Japonesas

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.