História da África

*Esse é o primeiro de uma série de postagens sobre o assunto que eu farei.

Entre o continente Africano e o nosso país Brasil, há muitas semelhanças humanas e naturais, porém no nosso país há um grande desconhecimento sobre a verdadeira História da Africa.

AFRICA2

Durante muito tempo o mundo via essa história sobre o prisma europeu. Para os europeus a África(continente)é uma espécie de paraíso perdido, e o africano assumiria o papel de bom selvagem, esperando para serem resgatados. Até aqui, dá pra traçar um paralelo entre a descoberta das terras brasileiras e os indígenas, essa visão é sustentada pela carta que Pero Vaz de Caminha escreveu ao Rei de Portugal na época do acontecimento.

As semelhanças entre o Brasil e o continente Africano se encerram aqui. Diferente de todo o continente Americano, que permaneceu relativamente isolado até a chegada dos europeus.

Com a África isso não aconteceu, esse continente tinha uma região, ao Norte e Nordeste do Saara, onde existia um grande fluxo de pessoas e mercadorias. Essa região é vulgarmente chamada hoje em dia de Maagreb.

africacont

O contato entre o mundo árabe e especificamente com a religião Islã, marcam o inicio de novos relacionamentos com  o mundo exterior. A religiosidade local vai pegar certos aspectos da religião islâmica e adaptar a própria religião, da mesma forma aconteceu com o cristianismo, que chegou ao continente devido ao contato com os europeus.

Anteriormente, os povos africanos eram, em sua maioria, animistas. Os povos africanos falavam mais de 6 mil línguas. Havia muitas tribos e cada uma com suas particularidades e com algumas semelhanças.

africadesenho

Até o século XX, a África era um continente subpovoado, portanto, quando surgiu há 5 mil anos a civilização egípcia o sistema social e de governo se importava com as pessoas, era importante o controle sobre o povo. Nas sociedades ocidentais, o mais importante era a propriedade privada, ter a posse de terras. A estrutura econômica africana era a “economia de oferta” e continuou assim até ao aparecimento da moeda.

A base de organização social da África pré-colonial, e sua principal unidade eram as grandes famílias patriarcais. E a unidade da base da organização social eram os vilarejos. A sociedade era dividida em castas. Então não podemos localizar em determinado espaço um Império Africano, as pessoas que fazem parte desse império estão sempre migrando, mas claro que se mantendo na unidade cultural e administrativa desse Império.

el-jem

Os reinos de população negra que surgiram na África Continental, tinham como base econômica o controle das rotas comerciais transaarianas. Um desses reinos foi o Reino de Gana, que tinha uma população de 15 mil pessoas de maioria muçulmana, quando o reinado entrou em decadência, foram destruídos e substituídos pelo povo de Mali. A importância do Império Mali está na construção de um exercito profissional. Para a região esse fato trará consequências avassaladoras.

E como o costume era de que os reinos migrassem quando fosse conveniente, isso gerou uma série de conflitos.

Porém, essas grandes migrações cessaram com a entrada do europeu no continente africano, lá pelo século XIX. Os Europeus acabaram criando países artificiais que até hoje causam problemas.

Fonte: História da África e dos Africanos; Paulo Fagundes Visentini, Luiz Dario Teixeira Ribeiro, Analúcia Danilevicz Pereira.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.