Catarina II da Rússia, a história por trás da série “The Great”

Elle Fanning interpreta na série da Hulu( distribuída no Brasil pela Starzplay) a imperatriz da Rússia conhecida como Catarina, a grande. A monarca nasceu em 2 de maio de 1729, seu verdadeiro nome era Sofia Frederica Augusta de Anhalt-Zerbst-Dornburg, também não era russa, sua terra natal era em Estetino que atualmente é um território da Alemanha.

Diferente da série já havia conhecido o futuro imperador, Pedro III da Rússia, aos dez anos de idade. A mãe de Catarina tinha grandes ambições e desejava que sua filha se tornasse imperatriz da Rússia. Na época as conexões da família da czarina com a nobreza foram suficientes para que Catarina fosse escolhida como futura esposa de Pedro III, e ainda a jovem era muito culta.

Elle Fanning como Catarina, a grande.

Então, ao dezesseis anos, Catarina, a grande se casa com Pedro III e se torna imperatriz da Rússia. A mudança de nome de Sofia para Catarina(Ekaterina Alexeievna) ocorre devido à conversão da monarca a Igreja Ortodoxa Russa.

Catarina era defensora dos ideais do Iluminismo, trocava correspondência com Voltaire e Diderot. E para a história ela é uma déspota esclarecida.

Seu casamento foi muito infeliz, a imperatriz considerava seu marido pouco culto e rude. Além disso havia muitos nobres que não estavam contentes com o reinado de Pedro III. Devido a esse fato, com o apoio da nobreza, Catarina dá um golpe no imperador e se torna a única imperatriz da Rússia.

A monarca esteve no comando do império Russo durante trinta anos. Durante seu reinado realizou inúmeras reformas nesse país. Entre uma de suas realizações está construção de um lar para menores de idade, o Moscow Foundling Home. Uma das ideias trazidas pelo iluminismo foi a necessidade da educação educação dos jovens, então Catarina fundou o Instituto Smolny para mulheres para educar as meninas nobres. E remodelou o Corpo de Cadetes em 1766, fazendo com que o treinamento militar também incluísse o estudo da filosofia, ética, história e direito internacional.

A imperatriz criou um sistema de hospitais e financiou o Town Hospital em St. Petersburg que admitia os pobres sem exigir pagamento, a St. Petersburg House for Lunatics e o Foundling Hospital. Ela também popularizou as vacinas.

A Rússia tinha uma economia baseada na servidão ou seja nos princípios do feudalismo. Esse foi um dos problemas que a imperatriz não conseguiu resolver, apesar de ter modernizado diversas áreas como a cultura e educação. Infelizmente, como a história mostra a servidão russa só seria abolida no século XIX. Porém a monarca fez uma legislação que tratava sobre a servidão, uma dessas leis dizia que depois que um servo deixasse de ser servo ele não poderia se tornar servo novamente. Ainda assim Catarina enfrentou uma rebelião de servos durante seu reinado. O fracasso de Catarina em conseguir abolir o feudalismo é uma das grandes críticas ao reinado de Catarina, a Grande.

Embora não tenha conseguido tudo o que planejava para o Império Russo, Catarina, a Grande deixou uma grande marca na história como uma das maiores monarcas da Europa.

Além da série do Hulu “The Great”, ainda existe a minissérie da HBO “Catherine, the Great”, estrelada pela atriz Helen Mirren.

Helen Mirren como Catarina, a grande.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.