O Rei Sol, a extravagância e Versailles

Louis XIV, ou Luís em sua versão brasileira do nome, foi um monarca que governou a França por 72 anos. Louis nasceu no ano de 1638, era filho de Ana da Áustria e de Luís XVIII.

O Rei Sol, como era conhecido, assumiu o trono da França aos quatro anos de idade porém só conquistou a maioridade aos 13 anos e virando efetivamente o rei no ano de 1661, após a morte do Cardeal Mazarin, que era seu ministro-chefe até então.

Luís XIV fez várias visitas a um pequeno château que era antigo pavilhão de caças na região de Versailles. O rei se apaixonou pela região e decidiu que ali seria a sede do seu governo, então ele empreendeu diversas obras no pequeno castelo.

Sob a supervisão de Louis Le Vau, na primeira expansão foram construídos os apartamentos do rei e da rainha que era separado por um pavilhão de mármore, os aposentos dos empregados, cozinhas e estábulos. As reformas foram feitas ao estilo barroco.

A decoração do palácio foi feita pelo artista Charles Le Brun , que supervisionou um grupo de artistas que fizeram esculturas e pinturas no interior do palácio. Vários móveis de prata maciça foram encomendadas pelo artista vários detalhes decorativos foram feitos banhados a ouro, haviam porcelanas chinesas e mármores coloridos. Após a morte de Le Brun em 1670, o projeto decorativo foi assumido por seu assistente François d’Orbay. O salão dos espelhos (Grande Galerie) é o lugar mais famoso do palácio era onde acontecia as festas e também foi onde aconteceu o casamento de Luís XVI e Maria Antonieta em 1770.

O jardim de Versailles é tão imponente quanto o palácio, estátuas, fontes, bacias, canais, canteiros geométricos fazem parte do jardim de Versailles, que hoje em dia é patrimônio da UNESCO.

O Rei Sol transferiu toda a corte para o palácio de Versailles e fez com que nobres tivessem que morar no local. Essa centralização do poder foi uma estratégia uma estratégia do rei para controlar os nobres. Em torno de 7 mil pessoas moravam no palácio junto com Luís XIV.

O rei acreditava no direito divino de governar e é o autor da frase “O Estado sou eu”. Os dias em Versailles eram de tédio, os nobres passavam o dia bebendo e fazendo apostas. Uma das maneiras que Luís XIV utilizou para que esse período de tédio não virasse um complô contra ele foi os protocolos de etiqueta.

Luís XIV.

Tudo era um espetáculo, desde a hora de acordar até a hora de dormir do rei. Os nobres tinham até que assistir o monarca comer. A etiqueta no palácio era de acordo com a hierarquia, somente algumas pessoas podiam dirigir a palavra ao rei.

Essa extravagância, os rígidos protocolos de etiqueta, as festas, jogos e fato de vários membros da nobreza morarem em Versailles facilitou o trabalho dos revolucionários durante a Revolução Francesa. Palácio de Versailles foi invadido por uma multidão revoltada que ao entrar no local com o intuito de capturar Maria Antonieta puderam olhar como era o estilo de vida da nobreza francesa, que vivia em luxo e extravagância, enquanto a maioria da população era pobre e passava fome.

Atualmente o Palácio de Versailles é um local aberto a visitação do público, você só precisa desembolsar uma quantia de dinheiro para ver alguns salões do palácio, inclusive o famoso salão dos espelhos.

Referências:

http://en.chateauversailles.fr/

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.