O novo coronavírus veio de um laboratório chinês? A China liberou o vírus de propósito?

Desde o começo dessa (fevereiro-março/2020) crise sanitária provocada pelo novo coronavírus que se espalhou da cidade de Wuhan para o mundo, a versão oficial é de que ele teria vindo do mercado molhado chinês e análises de DNA apontam que ele teria se originado num Pangolim.

Desde então, tem surgido várias teorias da conspiração, uma delas diz que a China liberou o vírus de propósito de um laboratório pra acabar com o capitalismo mundial.

É fantasiosa a ideia espalhada por correntes no Whatsapp de que a China teria lançado esse vírus de propósito pra supostamente derrubar o capitalismo mundial. O a epidemia de coronavírus em território chinês trouxe problemas muitos para o regime político da China.

Desde que a população chinesa ficou sabendo que o partido comunista tentou abafar essa crise sanitária, inclusive mandando prender um dos médicos que tentou alertar sobre o perigo desse novo vírus, a população ficou revoltada. Foi uma revolta sem precedentes na China, até o prefeito de Wuhan, Zhou Xianwang, ofereceu a própria renúncia e ainda teve que assumir a responsabilidade sobre ter omitido informações no início do surto de coronavírus.

Então não, a China não teria motivos para ter lançado esse vírus no próprio território, até mesmo como exposto acima, após o surto a situação da política internamente ficou abalada.

Mas e sobre a parte da teoria da conspiração que diz que o vírus veio de um laboratório chinês? A resposta pra essa pergunta é mais complicada.

O mercado molhado de Wuhan

Quando o governo chinês finalmente admitiu que havia um problema sanitário e que um novo coronavirus seria responsável pelo surto dessa nova doença. Eles disseram terem rastreado o início da epidemia e levantaram a possibilidade desse vírus ter vindo do mercado molhado de Wuhan. Eles interditaram o mercado, destruíram tudo o que tinha dentro, fizeram uma limpeza completa no lugar, isso antes de qualquer cientista poder chegar lá dentro e rastrear de que local específico o vírus se espalhou. Então não tem como confirmar que o vírus veio desse mercado, pois todas as provas que comprovariam isso foram destruídas.

Em meados de abril surge no Youtube o documentário intitulado “Tracking Down the Origin of the Wuhan Coronavirus” (rastreando a origem do coronavirus de Wuhan, em tradução livre)do canal NTD. Infelizmente não existe uma versão em português desse documentário.

Apesar desse documentário ter um forte viés anti-regime político da China, eles levantam informações que não foram ditas pela imprensa no início da pandemia.

O Instituto de Virologia de Wuhan

Esse instituto fica localizado há alguns quilômetros do mercado de Wuhan, ele tem um laboratório Nível 4 em biossegurança. Significa que esse laboratório tem permissão pra manipular todo tipo de vírus que existe, inclusive os vírus da SARS, MERS, Ebola, Aids…

Shi Zhengli supervisionando uma funcionária do laboratório do Instituto de Virologia de Wuhan

Ter um instituto de virologia na mesma cidade em que o surto do começou não significa que o vírus tenha saído de lá.

Em 2002 quando houve o surto de SARS(síndrome respiratória aguda severa) foi coletado o vírus causador da doença, o Sars-Cov-1, por pesquisadores chineses. Mas não foram somente os chineses que fizeram essa coleta e armazenamento, uma boa parte dos países desenvolvidos tem amostras desse vírus em laboratório.

Em 2004 houve o vazamento de uma amostra de Sars-Cov-1 no laboratório do Instituto de virologia de Pequim, porém esse vírus é muito mais letal que a sua versão 2.0, então o vazamento foi logo identificado e contido. Nessa ocasião, o governo chinês relutou em admitir que houve esse acidente de laboratório.

Existiam preocupações a respeito dos protocolos de segurança do até então laboratório recém inaugurado em Wuhan, pois houve diversos vazamentos de vírus em laboratórios nível 4 na China. Então antes da pandemia já existiam preocupações a respeito da segurança nesses laboratórios que lidam com vírus mortais como o da SARS e o Ebola.

Não é impossível que tenha ocorrido um vazamento desse novo coronavirus de um laboratório. Na cepa do vírus Sars-Cov-2 foi encontrado uma proteína também presente no vírus HIV, esse fato fez com que o cientista que estudou o vírus HIV acreditasse na possibilidade deles terem feito um vírus híbrido para desenvolver uma vacina contra o HIV.

Nesse documentário também é falado bastante sobre a pesquisadora Shi Zhengli que trabalha nesse laboratório em Wuhan. Shi Zhengli é conhecida como batwoman (mulher morcego) pelo fato dela estudar coronavirus em morcegos.

Embora a imprensa internacional insista em dizer que com certeza absoluta não houve o vazamento de um vírus desse laboratório, infelizmente não podemos descartar totalmente essa possibilidade, ninguém entrou nesse laboratório e fez uma investigação imparcial. E também não podemos confirmar que o vírus veio do mercado molhado.

No fim nós só temos um monte de evidências circunstanciais sobre a possibilidade de ter havido um vazamento de vírus no laboratório de Wuhan. Essa dúvida sobre a origem do coronavirus causador da COVID-19 não será esclarecida no momento em que estamos vivendo o auge da pandemia.

Mas já que não podemos afirmar nada sobre a origem do Sars-Cov-2, vamos falar de casos em que realmente um vírus vazou de um laboratório e provocou uma epidemia.

Vírus que escaparam de laboratórios

Em 1976 militares de uma base em Fort Dix em New Jersey tiveram a gripe espanhola(ou gripe suína) causada pelo vírus H1N1. E em 1977 o H1N1 causou uma pandemia na China e União Soviética que foi mais mortal para pessoas com idade abaixo de 20 anos. Após um tempo o H1N1 virou uma doença sazonal até reaparecer em 2009.

O sequenciamento genético da cepa do vírus H1N1 de 1977 revelou marcadores que mostravam que o vírus era geneticamente similar a cepas do vírus H1N1 de 1950. Nesse período de 1950 cientistas do mundo todo coletaram amostras do vírus H1N1 e armazenaram em laboratórios. Não é possível dizer de qual laboratório o vírus da gripe suína vazou mas é consenso de que essa foi a origem do vírus de 1977.

A varíola foi erradicada na Grã-Bretanha em meados do século XX, porém em 1978 surgiram oitenta casos de varíola que resultou em duas mortes. Acredita-se que o vírus vazou de dois laboratórios diferentes.

A primeira fuga reconhecida foi no ano de 1972, no laboratório da London School of Hygiene and Tropical Medicine, quando um assistente acabou se infectando acidentalmente ao lidar com o vírus da varíola. Em 1978 um fotógrafo médico que trabalhava na Birmingham Medical School morreu de varíola, outro caso de infecção acidental em laboratório.

Referências:

Matéria sobre a preocupação com a segurança em laboratórios na China: https://www.nature.com/news/inside-the-chinese-lab-poised-to-study-world-s-most-dangerous-pathogens-1.21487

Notícia sobre o vazamento do vírus da SARS em 2004:

https://noticias.uol.com.br/ultnot/efe/2004/04/27/ult1766u3175.jhtm

Artigo sobre vazamentos de vírus em laboratórios:

https://nationalpost.com/news/a-brief-terrifying-history-of-viruses-escaping-from-labs-70s-chinese-pandemic-was-a-lab-mistake

Matéria sobre o cientista que acredita na possibilidade de acidente de laboratório:

https://noticias.uol.com.br/ultimas-noticias/rfi/2020/04/17/nobel-de-medicina-frances-causa-polemica-ao-dizer-que-coronavirus-saiu-de-laboratorio-chines.htm

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.