Cultura da África, um assunto extenso….

Vou fazer uma série de postagens sobre a cultura e história da África. Comprei uns livros, pesquisei uns autores, li umas histórias, enfim, tem muita coisa pra falar sobre a África (mas ainda sinto que não li o suficiente).

Falando um pouco sobre o continente Africano em si, pra entender como a história e a cultura se estabeleceu nesse vasto território.

Os autores dividem a África em três partes: dois planaltos e as montanhas do leste. Mas divisão mais conhecida por nós, estudantes do ensino médio, é a África ao norte do deserto do Saara, e a parte ao sul.

Por falar em deserto do Saara, é uma “formação” recente. Há 8 mil anos atrás não era um deserto. Quando eu estava no ensino médio me perguntava sobre o porque o Egito fazer uma civilização no deserto, com tempestades de areia, falta de água, e mudanças bruscas de temperatura. Não era melhor uma floresta? Um lugar mais amigável em vez de um deserto?

Então, na época da antiga civilização egípcia esse lugar não era um deserto, mas sofria o início de um processo de desertificação (Se alguém é gamer, e já jogou a série Assassin´s Creed, o último lançamento, Assassin´s Creed: Origins, mostra como deve ter sido o Egito na época de Cleópatra. Eles foram muito fiéis nos gráficos, e fizeram muita pesquisa de cenário, porque o jogo mostra como seria uma paisagem que está começando a se desertificar)

A formação do deserto do Saara exerce um papel muito importante para toda a história da região (África, Europa e uma parte da Ásia). Depois que o Saara é como conhecemos hoje, fica difícil a comunicação entre a parte ao Sul do Saara e ao Norte perto da Europa.

As rotas comerciais que as civilizações vão utilizar, a pressão migratória que torna aquela parte ao norte da África e quase em contato com a Europa, um lugar de muitos conflitos, e o oriente médio, a porção bem ao leste, também sofrerá o mesmo tipo de conflitos.

O deserto do Saara se torna um muro quase intransponível, é muito difícil atravessar esse lugar, vão existir tribos especialistas em fazer esse tipo de travessia, e tribos que vão pilhar quem tentar passar pelo Saara.

Claro que somente o deserto não explica toda a história e cultura da África, mas ele é uma parte que as pessoas deixam de lado. Falar sobre o quanto ele é recente, é importante, não só pra mostrar que não conhecemos nada do continente Africano, muitos até hoje não sabem que o deserto do Saara se formou a 4,5 mil anos atrás, mas também pra ilustrar que a desertificação não é um processo de 3,5 milhões de anos, acontece de uma forma muito rápida.

Então quando os cientistas falam de um jeito catastrófico sobre os impactos que isso pode ter na nossa vida, não é só sensacionalismo.

A primeira série desses posts sobre a África vou começar com as civilizações que viveram no deserto do Saara, e ir mais ao Sul. Tem outras características geográficas que tornam o continente Africano não tão fácil de entrar, como aconteceu com o Americano.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.