Frida Kahlo, uma vida de muito sofrimento

O nome completo de Frida Kahlo é Magdalena Carmen Frida Kahlo y Calderón, nasceu no ano de 1907, foi uma pintora muito conhecida pelos seus retratos, autorretratos, obras inspiradas na natureza e as inspiradas em artefatos do México. Ela pertencia ao grupo Mexicayotl, que é um movimento que pretendia restaurar a religião, filosofia e tradições do México antigo, mais especificamente da civilização asteca, que ocupava a região do México até a chegada dos colonizadores espanhóis.

A artista, Frida Kahlo, tinha muito interesse em arte e política por isso ingressou no Partido Comunista Mexicano. Ela conheceu o artista Diego Rivera nesse partido, e acabou se casando com ele. Durante seu tempo com Diego Rivera, ela desenvolveu seu estilo artístico que se inspirava principalmente no folclore mexicano. No ano de 1931, dois anos após o casamento com Diego Rivera, Frida produz uma pintura que é considerada um quadro de casamento, Frida e Diego Rivera.

Frida e Diego Rivera By Source (WP:NFCC#4), Fair use, https://en.wikipedia.org/w/index.php?curid=56563791

Frida cresceu na La Casa Azul e viveu com o seu marido Diego Rivera nesse lugar. A Casa Azul hoje em dia é um museu em sua homenagem.

Museu Frida Khalo, Polaroid PDC 4350, da wikipedia

Na infância a pintora adquiriu, aos 6 anos de idade, poliomielite, além de ter sofrido um acidente grave que fez ela ficar acamada por 3 meses. Foi nessa época que o pai deu a ela um cavalete para ela fazer quadros de pinturas. Devido a esses problemas de saúde na infância, Frida passará o resto de sua vida com dores e tendo abortos espontâneos, esses problemas vão se refletir em sua arte.

Frida e Diego Rivera se mudam para os Estados Unidos, e Rivera é contratado para pintar murais para a Bolsa de Valores de São Francisco e a Escola de Belas Artes da Califórnia. É nesses locais que Frida tem contato com diversos artistas, apesar disso, ela vive extremamente infeliz nos Estados Unidos, pois é nesse período que ela sofre diversos abortos espontâneos, enquanto Diego Rivera gosta de morar lá. Nessa época ela pintou quadros que retratavam sua infelicidade e solidão.

Frida Kahlo na fronteira entre México e Estados Unidos.

De volta ao México em 1934, ela não fez muitas pinturas até o seu divórcio e reconciliação com Diego Rivera em 1937/1938, que é considerado os anos onde ela mais produziu quadros e pinturas. Em 1937 Frida pintou o quadro Memória, Coração, após um caso extraconjugal entre sua irmã e Diego Rivera.

Memória, Coração, By Source (WP:NFCC#4), Fair use, https://en.wikipedia.org/w/index.php?curid=57718625

No México ela fez parte do Seminário de Cultura Mexicana, se torna professora na Escuela Nacional de Pintura, Escultura y Grabado “La Esmeralda”. Suas obras foram expostas em diversas exposições coletivas de artistas no México entre a década de 1930 e 1940, é nessa época em que ela vive o auge da fama. A artista não aceita algumas encomendas de quadros pois ela se recusa a mudar seu estilo artístico e por causa disso perde alguns clientes.

O famoso artista Andre Breton, conhece os trabalhos de Frida o qual classifica como sendo surrealista, porém Frida rejeita esse rótulo. Andre Breton consegue a exposição dos seus quadros em Nova York e uma exposição somente dela em Manhattan. Frida também participa de uma exposição em Paris, promovida pelo governo de Lázaro Cárdenas.

Na década de 1940 sua saúde começa a deteriorar e ela passa por cirurgias que a deixam com diversas cicatrizes. Ela ainda tem que usar um espartilho de ferro para a sua coluna, ela retrata esse momento no quadro A coluna partida.

A coluna partida, imagem retirada do google arte e cultura.

Em 1950, Frida Kahlo, devido a sua frágil saúde, teve que ficar internada por 9 meses em um hospital no México, onde passa por sete cirurgias na coluna, ela só consegue pintar de novo após a sexta cirurgia. No ano de 1953, ela teve sua perna direita amputada. Em 1954, Frida faz sua última pintura, Autorretrato com Stalin.

Autorretrato com Stalin, Frida Kahlo.

No ano de 1954, Frida Kahlo, morre de pneumonia. Frida deixou um grande legado artístico.

10 comentários em “Frida Kahlo, uma vida de muito sofrimento

Deixe uma resposta para The Butcher Cancelar resposta

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.