Visão após o sermão, Émile Bernard, e o início do simbolismo

Visão após o sermão é uma pintura de Émile Bernard. O artista faz parte do movimento pós-impressionista na vertente do cloisonismo e no sintetismo, esses termos depois foram conectados ao simbolismo. Bernard fazia obras com cores puras e vibrantes, de acordo com o sintetismo, o artista deveria buscar representar os sentimentos e representar isso utilizando as linhas, cores e expressões. Visão após o sermão se encaixa nessas características.

Bernard queria uma forma nova de fazer pintura, e não achava que o impressionismo era o suficiente para representar sua arte, por isso ele se voltou para a estética criada com a ajuda de Paul Gauguin. Com o pós-impressionismo, Émile Bernard pode dar um ar místico e espiritual a suas obras, como podemos ver em Visão após o sermão.

Visão após o sermão, Émile Bernard.

Visão após o sermão é uma pintura que o artista representa as formas puras dos elementos que vemos na obra, o vermelho mostra a paixão, ao fundo vemos um religioso(Jacob) segurado numa luta com um anjo, enquanto uma plateia de mulheres bretãs assistem a cena. Foi Paul Gauguin que sugeriu usar a árvore para separar a visão do publico.

Compre meu e-Book na Amazon ou leia pelo Kindle Unlimited:

História da Arte: Da Idade Média, ao Renascimento e o Barroco

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.