Annibale Carracci, um Barroco sem interferências

Annibale Carracci nasceu no ano de 1560 na cidade de Bolonha. O artista fez parte do movimento artístico do barroco. Apesar de seu estilo artístico do barroco ser muito diferente do de Caravaggio e Artemísia Gentileschi, Carracci foi o artista que encerrou de vez com o movimento artístico do classicismo que ainda perdurava na Itália nesta época. Ao guiar a estética para uma mais realista e naturalista, Carracci também termina com o Maneirismo e abre espaço para um Barroco sem essas interferências do maneirismo.

Os irmãos Carracci, Agostino e Annibale, e seu primo, Ludovico, decidiram empreender juntos na arte, treinando e abrindo o próprio ateliê de pintura. Os Carracci treinaram técnicas artísticas com artistas maneiristas, pois era o movimento artístico em vigor em sua época.

Porém, como os três moravam em Bolonha, e o arcebispo da época era Gabriele Paleotti, um religioso que se opunha à estética maneirista e que fez parte do famoso Concílio de Trento que determinou que a arte deveria ter caráter didático mas sem fugir do drama, por isso, a estética do Barroco surgiu ou pode emergir, primeiramente por causa do apoio e patrocínio da Igreja Católica.

Os Carracci fundaram a Accademia degli Incamminat que basicamente era um ateliê que recebia alunos e encomendas, a arte dessa academia de arte era o que viria a ser conhecido como Barroco. Na imagem abaixo temos uma pintura de Annibale Carracci chamada de Pietà.

Pietà, Annibale Carracci. (Wikimedia Commons)

Pietà é uma pintura barroca. O movimento artístico do Barroco pode produzir formas mais simples, se estivermos falando de proporção, volume, perspectiva e elementos estéticos da pintura, algo que o maneirismo distorcia. Mas o tema retratado, a escolha dos personagens, posicionamento, luz, contrastes são os mais dramáticos possíveis.

Na Pietà de Carracci acima vemos Jesus Cristo morto no colo da Virgem Maria. Não é uma Madonna carregando um bebê com José do lado formando um retrato em família. No Barroco os artistas vão escolher as passagens mais sangrentas que existem na Bíblia e vão colocar numa tela da forma mais realista e sombria que existe. Claro, tem representações violentas em toda a história da arte, até mesmo nas Iluminuras Medievais.

O artista fez outras Pietàs como a que está na imagem a seguir.

Pietà com dois anjos, Annibale Carracci. (Wikimedia Commons)

Pietà com dois anjos é uma outra pintura de Carracci que vemos a Virgem Maria com o corpo de Jesus Cristo, mas desta vez os dois se encontram desacordados, e atrás do corpo de Maria está dois anjos. Apesar de ser uma pintura mais iluminada, o artista compensa isso colocando mais outro personagem desacordado, aumentando o drama dessa obra. Annibale Carracci retrata essa cena com perfeição quanto a estética, não existe nenhuma deformação.

Uma outra pintura que faz parte da ideia de Contrarreforma da Igreja Católica, que tem a intenção de doutrinar e ao mesmo tempo comover é a pintura de Annibale Carracci chamada de Jesus Cristo usando a Coroa de Espinhos.

Jesus Cristo usando a Coroa de Espinhos, Annibale Carracci. (Wikimedia Commons)

Jesus Cristo usando a Coroa de Espinhos é uma pintura barroca que é a representação maior da imagem didática e emotiva que a Igreja Católica queria utilizar na época, a representação de Jesus Cristo passando por todo aquele calvário da Crucificação usando a coroa de espinhos, no intuito de atrair e manter os fiéis na Igreja Católica.

Além dessas pinturas religiosas, Annibale Carracci também pintou temas da mitologia grega como a pintura chamada de Vênus e Adonis.

Vênus e Adonis, Annibale Carracci. (Wikimedia Commons)

Vênus e Adonis é uma pintura barroca com tema da mitologia grega. O artista retratou de forma mais realista os elementos do quadro, de uma forma que não tivesse grandes distorções de perspectiva, volume e formas. ao lado de Adonis temos a imagem de dois cachorros, e da Vênus um cupido. É uma das cenas mais representadas por pintores europeus. Começamos a observar que Carracci é muito detalhista em sua obra, o período renascentista ficou para trás, assim como o Maneirismo.

Carracci também sabe representar a figura de Jesus Cristo vivo sem estar sofrendo no Calvário como podemos ver na pintura Jesus Cristo e a Mulher Samaritana.

Jesus Cristo e a Mulher Samaritana, Annibale Carracci. (Wikimedia Commons)

Jesus Cristo e a Mulher Samaritana é uma pintura com características barrocas bem marcantes, o artista já utiliza os contrastes, o grande nível de detalhamento, as proporções, volumes e perspectiva são realistas, o fundo começou a ficar mais escuro, também temos aquele destaque no drama central, no caso está na Mulher e Jesus Cristo, temos o poço atrás dos personagens, que também faz parte da narrativa da tela. Definitivamente, Carrracci pintou uma obra puramente barroca.

Referências e Imagens:

https://en.wikipedia.org/wiki/Annibale_Carracci

Compre meu e-Book na Amazon:

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.