Conheça a história do alfabeto coreano, o Hangul

A Coreia do Sul é um país que mergulhou no capitalismo, conseguiu prosperar e se tornou a décima economia do mundo. O IDH(Índice de desenvolvimento humano) é muito alto (0,906), o Brasil tem o IDH em 0,761, quanto mais próximo de 1 maior é a qualidade de vida. A Coreia do Sul também é conhecida pelo K-POP, que é um modelo similar às boy bands da década de 90.

Graças a esse fenômeno do K-POP, muita gente se interessou pelo idioma coreano. Alguns elementos da escrita coreana tem algumas semelhanças com a chinesa, e há motivos para isso. Para entender esses motivos vamos voltar ao passado.

Houve uma época em que a Coreia não era dividida entre Coreia do Sul e Coreia do Norte, essa divisão ocorreu somente no século XX. E ao momento em que a Coreia se unificou, antes do famoso período da dinastia Joseon(época muito popular nas séries coreanas que estão na Netflix).

Em 939 começou o período do Reino Goreyo, esse reino fo resultado da unificação de outros três reinos, o Silla, Hubaekje e Hugoguryeo. A palavra Goreyo(고려), as vezes pronunciado/entendido como Koryo, deu origem a palavra Coreia.

Mapa do Goreyo.

No começo tudo era escrito em chinês clássico

alfabeto coreano

No período do Goreyo a língua escrita da elite culta era o chinês clássico, o chamado Hanja. . OS caracteres chineses chegaram à Coreia junto com o budismo, num período anterior aos três reinos que foram unificados.

No período do Goreyo a língua escrita da elite culta era o chinês clássico, o chamado Hanja. A utilização da escrita chinesa clássica com seus caracteres eram incentivadas pela elite, pois essa mesma elite era alfabetizada no Hanja.

O alfabeto coreano, Hangul, foi criado pelo rei Sejong, o Grande no ano de 1443, na dinastia Joseon.

A elite alfabetizada sabia utilizar o chinês clássico para escrever, mas as pessoas analfabetas das classe baixa desconheciam esse tipo de escrita. E havia uma grande diferença entre a língua falada pelo povo(língua coreana) e o língua chinesa escrita pela elite, o Hanja.

No intuito de promover a alfabetização das pessoas comuns, o Rei Sejong, o grande, criou e instituiu o novo alfabeto. Foi publicado um documento com o novo alfabeto, com os símbolos e os sons, essa publicação é chamada de Hunminjeongeum(훈민정음), que significa “Sons corretos e apropriados para a instrução do povo”, por muito tempo a língua coreana era chamada assim, de Hunminjeongeum por causa desse documento. Essa publicação originalmente foi escrita em chinês.

O documento foi publicado no dia 9 de outubro, que virou o Dia de Hangul, uma data comemorativa nacional na Coreia do Sul, a Coreia do Norte tem um dia equivalente, mas no dia 15 de janeiro.

O uso desse alfabeto enfrentou oposição da elite literária da época, que temia perder o status e dos confucionistas coreanos. Mas o alfabeto caiu no gosto popular e foi utilizado por escritores de livros populares e mulheres.

Escritores no período de Joseon

O Rei Yeonsangun, proibiu o uso do Hangul por causa de uma publicação feita contra o Rei utilizando esse alfabeto. O Rei JungJong aboliu a instituição governamental criada para o estudo do Hangul.

Com o surgimento da poesia gasa(poesia cantada pelas mulheres) e sijo(poesia tradicional coreana que surgiu na dinastia Joseon) , e também os romances que utilizavam o alfabeto coreano criado pelo Rei Sejong, o Grande. O Hangul voltou a ser usado. As Reformas Kabo (semelhante a restauração Meiji no Japão) fizeram o Hangul ser utilizado em documentos oficiais, além de ser ensinado nas escolas.

Em 1910 o Japão anexou a Coreia e tornou o japonês a língua oficial da Coreia, e então o uso do Hangul foi abolido, mas apesar da proibição continuou sendo ensinado nas escolas. A escrita utilizada pelos coreanos misturava o Hangul com o Hanja(que usa caracteres chineses tradicionais). O alfabeto coreano não era padronizado, então em 1912 ocorreu uma padronização parcial e em 1930 teve outra ortográfica para padronizar o Hangul. Foi nessa época que o linguista coreano Ju Si-gyeong criou o termo Hangul para se referir ao alfabeto coreano.

Após a independência da Coreia em relação ao Japão, em 1946, o ortografia moderna da língua coreana foi definitivamente estabelecida. Hoje em dia os sul coreanos utilizam essa mistura de Hangul-Hanja, enquanto na Coreia do Norte o uso do Hanja foi proibido.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.