John Singer Sargent, o retratista da Madame X

John Singer Sargent nasceu na Florença, na Toscana, no ano de 1856. Os pais do artista eram dos Estados Unidos, mas a mãe de Sargent havia tido um colapso nervoso e se encontrava na Florença quando John nasceu, por isso John Singer Sargent é considerado um pintor norte americano. O artista foi pintor do impressionismo americano, também foi amigo de Claude Monet, e se tornou um dos grandes retratistas de sua geração. Sargent fez um enorme número de obras de arte, quase três mil pinturas.

O pai de Sargent era um cirurgião da Filadélfia que havia deixado o país por causa da doença da esposa. A família continuou viajando pela Europa após o nascimento de John, a mãe do pintor retratista era uma artista amadora e viu o dom do filho para a arte. Então, Sargent começou a aprender a técnicas artísticas de aquarela com Karl Friedrich Christian Welsch, mais conhecido como Carl Welsch.

Pintura de Carl Welsch. Galeria de Arte de Cincinnati, LLC.

Como podemos ver acima, Carl Welsh tinha um estilo emotivo com tendências para as paisagens românticas do século XIX.

Sargent uniu o que aprendeu com Welsh e as paisagens que viu enquanto viajava com sua família, para fazer esboços e desenhos. Incentivado por sua mãe, e levado por uma paixão pela paisagem do oceanos, John Singer Sargent fez suas primeiras telas sobre esse assunto, como podemos ver na pintura abaixo, Tempestade no Atlântico:

Tempestade no Atântico, John Singer Sargent. (Domínio Público/Wikiart)

Tempestade no Atlântico é uma pintura que mostra o artista no barco enfrentando uma tempestade em alto mar, com ondas gigantes e outros barcos na mesma situação, um está no lado esquerdo, sendo possível ver todo o barco, e o outro do lado direito em que somente uma parte do barco está visivel. O artista usa uma paleta de cores multicolorida, diferente do seu mestre Carl Welsh.

Além de ter aprendido com Carl Welsh, John Singer Sargent também fez aulas com um pintor de retratos francês, Carolus-Duran, que era um artista conhecido nos círculos da alta sociedade. Uma das obras de Carolus-Duran que mostram o estilo artístico do professor de Sargent se chama Madame Henry Fouquier.

Madame Henry Fouquier .*oil on canvas .*113.5 x 86.5 cm .*signed t.r.: Carolus Duran 1876 .*inscribed verso: Me Henry Fouquier 20bis avenue de Neuilly/Seine

Na pintura acima vemos os traços realistas de Carolus-Duran, que usava a luz de estúdio direta na pessoa para compor seus retratos, é possível ver esse efeito nas sombras do vestido de Madame Fouquier. Foi com esse ensinamento unido ao que aprendeu com Carlo Welsh que John Singer Sargent pintou seu primeiro retrato aceito no Salão de Paris, Miss Frances Sherborne Ridley Watts.

Miss Frances Sherborne Ridley Watts, John Singer Sargent.

Miss Frances Sherborne Ridley Watts é uma tela que apresenta o retrato de Miss Frances (ou Fanny Watts, amiga do artista), sentada numa cadeira de madeira, num fundo de tecido vermelho. Diferente de Carolus-Duran, Sargent utiliza a luz natural para pintar o retrato da mulher, a luz é mais suave. A paleta de cores escolhida foi vermelha, preta, branca, verde, dourado, marrom e bege. Uma das características que chamaram a atenção do Salão foi a pose arrojada de Fanny Watts.

O escândalo da Madame X

O artista é um dos primeiros pintores do século XIX que fez a pintura de uma mulher a revelia. Virginie Gautreau era casada com um banqueiro parisiense e fazia parte da alta sociedade de Paris, então Sargent quis se aproveitar da popularidade de Virginie e resolveu pintar um retrato dela. O artista passou um ano stalkeando Virginie Gautreau até surgir com a famosa pintura Madame X.

Madame X, John Singer Sargent.

Aos olhos do século XXI essa pintura não apresenta problemas, mas no século XIX o vestido preto de cetim com alças finas de pedras preciosas e um olhar altivo é algo muito ousado para a época, além do contraste entre a pele pálida de Virginie e o resto do cenário. Por isso, Sargent teve que mudar o nome do quadro para Madame X. Infelizmente, essa obra representou o fim de sua carreira em Paris e início de uma nova jornada em Londres.

Após essa mudança para Londres o Sargent pintou mais retratos até encontrar com Claude Monet e se tornar amigo do artista, então ele dá início a uma fase impressionista.

Claude Monet Painting by the Edge of a Wood, John Singer Sargent.

Claude Monet Painting by the Edge of a Wood é uma pintura com características impressionistas. Sargent pinta seu novo amigo no meio da floresta pintando um paisagem, ao lado está a esposa de Claude Monet, a direita na tela.

Em 1925, John Singer Sargent morre de uma doença cardíaca.

Compre meu e-Book na Amazon:

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.