Paul Nash (artista), pintando as guerras

Paul Nash nasceu no ano de 1889, em Kensington, na cidade de Londres na Inglaterra. O artista fez parte do movimento artístico chamado de Surrealista e também foi considerado um especialista na arte da guerra. Nash se tornou um dos mais importantes pintores do modernismo inglês. O pintor foi particularmente muito habilidoso na arte de retratar a guerra, o caos e seus horrores.

O artista fez o seu treinamento em técnicas artísticas na Slade School of Fine Art. Porém Nash não se adaptou muito bem e preferiu ser autodidata em desenhos como os de William Blake, e estudar pinturas como as de Dante Gabriel Rossetti.

Paul Nash se alistou ao exército para lutar na Primeira Guerra Mundial, num dos bombardeios que aconteceram, o artista acabou se ferindo, ao cair numa trincheira, mas quando estava se recuperando fez alguns esboços das coisas que acabou vendo no front, mesmo que sua função não tenha sido um conflito direto, ele se encontrava, na maioria das vezes, num local muito alto e acabou vendo diversas cenas dessa guerra. Graças a isso, Nash foi aconselhado pelos amigos a mostrar suas obras ao chefe do Departamento da Propaganda de Guerra, para se tornar um artista oficial, e conseguiu o cargo.

Uma das primeiras pinturas sobre a guerra foi feita no ano de 1917, Verão nas Trincheiras é uma delas.

Verão nas Trincheiras, Paul Nash. (Wikimedia Commons)

Verão nas Trincheiras retrata uma imagem de guerra, nela vemos três soldados numa trincheira, exaustos, uns seguram suas armas, outros não. A pintura em si tem características modernistas, é uma representação própria do artista, com imagens mais idealizadas, menos detalhistas, Paul Nash quer chocar mas não pelo excesso de realismo que uma cena assim pode ter, mas mais sobre um desconforto emocional causado pela exaustão e angústia dos soldados, o solo remexido que se encontra ao fundo, as árvores secas e sem vida, e a trincheira em si.

Outra pintura de Paul Nash feita no ano seguinte , em 1918, se chama O Saliente de Ypres à Noite.

O Saliente de Ypres à Noite, Paul Nash. (Wikimedia Commons)

O Saliente de Ypres à Noite mostra uma trincheira iluminada pela explosão de um projétil, em que aparecem as sombras de três soldados visivelmente, existem outros no canto esquerdo da pintura. Paul Nash produziu essa pintura em aquarela a partir da visão de uma testemunha, pois esse lugar ficou devastado graças a explosão de projéteis e granadas. Essa pintura sombria, que mostra um lugar antes de uma tragédia e devastação é uma das melhores obras do artista.

Outra imagem terrível que Paul Nash retratou, dessa vez colocando animais se chama Trem de Mulas.

Trem de Mulas, Paul Nash. (Wikimedia Commons)

Trem de Mulas é uma pintura que mostra o horror da guerra através efeito colateral da guerra em animais. Em 1918, o conceito de maus-tratos a animais pode ser uma coisa considerada nova, mas não é tão novo se a gente considerar como os artistas retratam os animais em toda a história da arte, animais domésticos são muito bem cuidados desde muito tempo atrás. Porém utilizar mulas, um animal não convencional, para mostrar toda essa destruição, é algo novo, Edward Detaille faz isso com os cavalos.

Uma das pinturas consideradas mais icônicas e representativas feitas por Paul Nash sobre a Primeira Guerra Mundial se chama The Menin Road.

The Menin Road, Paul Nash. (Wikimedia Commons)

The Menin Road representa muito bem a paisagem de devastação deixada pela Primeira Guerra Mundial, sendo uma cena de um campo de batalha que foi escolhida para ser a pintura para lembrar as pessoas que foram mortas na Primeira Guerra Mundial.

O artista também foi contratado para ser o pintor oficial da Força Aérea Real Britânica durante a Segunda Guerra Mundial, uma das pinturas que ele fez se chama Defesa de Albion.

Defesa de Albion, Paul Nash. (Wikimedia Commons)

Defesa de Albion mostra um avião voando sobre um mar revolto com U-Boat à frente. A obra de Paul Nash tem características modernistas, sua pintura é mais idealizada, em formato de desenho, com detalhes menos realistas que as obras mais convencionais, por isso, alguns homens Força Aérea Real não gostavam do trabalho de Nash, queriam que ele pintasse retratos e outras pinturas mais conservadoras. Mesmo assim, o artista fez algumas pinturas sobre as batalhas aéreas e os aviões na Segunda Guerra Mundial.

Paul Nash morreu no ano de 1946.

Imagens e Referências.

https://en.wikipedia.org/wiki/Paul_Nash_(artist)

Compre meu e-Book na Amazon:

Leitura recomendada do dia (compre na Amazon clicando na imagem abaixo):

Admirável mundo novo (Aldous Huxley)

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.