Robert Vonnoh, uma teoria de cores realista

Robert William Vonnoh nasceu no ano de 1858, em Hartfort, Connecticut, nos Estados Unidos. O artista fez parte do movimento artístico do impressionismo, e assim como outros pintores dessa corrente artística, Vonnoh atuou tanto nos Estados Unidos quanto na França. O artista foi um especialista em paisagens como em retratos, mas seu estilo impressionista é diferente daquele pintado por Claude Monet e Èdouard Manet por isso Vonnoh é um artista único.

O artista começou seu treinamento em técnicas artísticas na Massachusetts College of Art and Design, E após isso, Vonnoh foi para Paris estudar na famosa Academia Julian estudando com o artista Gustave Boulanger. Na capital da França o artista aprendeu as técnicas para pintar obras da corrente artística do impressionismo, como observamos em sua tela chamada de A Soneca.

A Soneca, Robert Vonnoh. (Wikimedia Commons)

A Soneca é uma pintura feita ao ar livre, como em todas as obras impressionistas, o artista também faz aquelas pinceladas rápidas, utiliza uma paleta de cores vivas e alegres; criando sua própria impressão desse momento. Na imagem temos um homem segurando um fardo de fenos e um menino dormindo ao lado de seu cachorro que também se encontra dormindo, esse tipo de cenário poderia ser retratado de diversas maneiras se trocasse de movimento artístico, por exemplo, no realismo o homem segurando feno em pleno sol a pino seria o destaque na pintura. Essa pintura foi feita em 1888.

No ano seguinte, ainda em Paris, Vonnoh produziu outra pintura impressionista, Uma Garota com Papoulas.

Uma Garota com Papoulas, Robert Vonnoh. (Wikimedia Commons)

Na pintura acima, Uma Garota com Papoulas, temos um retrato e uma paisagem. a mulher está segurando uma flor em uma mão, e uma cesta de flores na outra. É uma pintura bonita, de uma pessoa colhendo flores. Nesta tela também temos as pinceladas frenéticas e leves, sendo possível perceber isso na saia da mulher e na representação das flores e do gramado. Embora seja uma pintura impressionista, com características desse movimento artístico, Robert Vonnoh tem um estilo próprio de fazer arte, se diferenciando das técnicas que Claude Monet usava para criar suas telas impressionistas.

O artista também sabia pintar grupos de pessoas com sua estética impressionista, The Ring, que está na imagem a seguir, é exemplo disso.

The Ring, Robert Vonnoh. (Wikimedia Commons)

The Ring é uma pintura impressionista vibrante, em que temos quatro mulheres sentadas na sombra de uma árvore, duas delas seguram uma raquete. Nessa obra o artista utiliza uma mistura de cores para criar o efeito vibrante e alegre que vemos nessa pintura.

Vonnoh não usa as teorias de cores que estão na moda como o divisionismo e pontilhismo, mas consegue fazer uma combinação de cores heterogêneas dando um efeito mais realista na questão de cores à essa pintura, algo que as teorias de George Seurat e Paul Signac não conseguiram ter tanto sucesso.

Temos uma outra pintura que Vonnoh demonstra usar algum tipo de teoria de cores própria, essa obra é chamada de Turquesa, Rosa e Ouro.

Turquesa, Rosa e Ouro, Robert Vonnoh. (Wikimedia Commons)

Turquesa, Rosa e Ouro é uma obra que podemos perceber que Vonnoh usa uma teoria de cores. O artista usa diversas cores para alcançar um certo realismo, pois no mundo real as coisas não são puramente de uma cor só, mas sim uma mistura de tons de cores (ou é assim que nossos olhos percebem as cores). No divisionismo, Seurat criou uma teoria para alcançar esse dito realismo, porém a nitidez completa das cores nunca foi completa, mas nessa pintura, Vonnoh chegou muito perto, assim como vimos em The Ring.

Para mim, Vonnoh foi um dos artistas que chegaram mais perto de conseguir chegar a uma teoria de cores aplicável nas pinturas impressionistas e pós-impressionistas que produziu um efeito mais nítido e realista.

Além de suas paisagens, Robert Vonnoh também produziu retratos, uma dessas pinturas se chama Bessie Potter Vonnoh em sua penteadeira.

Bessie Potter Vonnoh em sua penteadeira, Robert Vonnoh. (Wikimedia Commons)

Bessie Potter Vonnoh em sua penteadeira é uma pintura da esposa do artista. Vonnoh retratou Bessie como se fosse uma daquelas imperatrizes romanas de perfil, a estética dessa tela ainda pertence ao movimento artístico do impressionismo. Nessa obra ainda vemos que o artista domina as cores, a luz é difusa vem de um quarto iluminado por uma luz natural, mas não vem de lugar nenhum como uma janela, por exemplo. Essa pintura lembra um pouco a estética de Edgar Degas que tinha as mesmas pinceladas.

Robert Vonnoh também foi um professor renomado, chegando até mesmo a lecionar na famosa Academia de Belas Artes da Pensilvânia, na Escola de Arte Cowles em Boston. Se tornou membro da Academia Americana de Belas Artes. Participou da Exposição Universal de Paris na edição de 1900. Robert vonnoh morreu em 1933.

Referências e Imagens

https://en.wikipedia.org/wiki/Robert_Vonnoh

https://fr.wikipedia.org/wiki/Robert_Vonnoh

Compre meu e-Book na Amazon:

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.