Cornelis van Dalem, o pintor das rochas

Cornelis van Dalem nasceu por volta dos anos de 1530/35 na Antuérpia. O artista foi responsável pelo aperfeiçoamento do gênero de paisagem nos Países Baixos. Na Holanda, quando começou a Era de Ouro da Pintura, a maioria dos artistas produzia pinturas sobre temas de retratos, festas, natureza morta, mitologia, temas religiosos, mas a arte de fazer paisagem não era muito desenvolvida.

Os pintores flamengos também tinham muita dificuldade de encontrar um artista em sua própria terra natal que tenha retratado uma paisagem, por isso, artistas como Peter Paul Rubens possuíam pinturas de Cornelis van Dalem, como uma espécie de guia para pintar o fundo de suas pinturas barrocas mais complexas.

O artista recebeu uma educação humanística e também se tornou um mestre na Guilda de São Lucas. Uma das pinturas de Cornelis van Dalem pode ser vista na imagem abaixo e se chama Paisagem com Pastores.

Paisagem com Pastores, Cornelis van Dalem. (Wikimedia Commons)

Em Paisagem com Pastores temos uma das pinturas de Cornelis van Dalem que o artista coloca algumas pessoas no meio de rochas e grutas, ao fundo temos um morro verde com algumas árvores. No século XVI era muito raro um artista pintar uma paisagem sem nenhum ser humano, mesmo que seja muito diminuto, esse gênero de pintura só começa a se popularizar a partir do século XIX. Nessa paisagem temos pastores, e o rebanho que eles estão viajando.

Van Dalem não representou em suas pinturas somente paisagens naturais ele também pintou construções como na obra chamada Paisagem com uma fazenda.

Paisagem com uma fazenda, Cornelis Van Dalem. (Wikimedia Commons)

Paisagem com uma fazenda é uma pintura que mostra uma fazenda no século XVI, vemos algumas pessoas trabalhando, uma árvore no lado esquerdo, um céu nublado, e uma pintura mais amarelada, porém sempre devemos ter cuidado com pinturas amareladas pois pode ser um efeito do tempo. Van Dalem mostra uma paisagem realista em proporções, perspectiva e iluminação. O artista domina muito bem as técnicas de pintura, muitos vão chegar aos séculos seguintes sem conseguir esse feito, o que é algo impressionante para um artista que ainda não tem tantos recursos quanto outros que virão.

Existem suspeitas de que Cornelis Van Dalem tenha feito obras em colaboração com outros artistas, eu vi algumas dessas pinturas, mas elas tem enormes diferenças estilísticas* (você pode ver clicando nos links abaixo), não é como as pinturas de Bellini, Giorgione e Ticiano que possuem uma estética muito parecida. Também, devido ao tempo, a deterioração, e o fato de Cornelis Van Dalem ser uma pessoa rica, presume-se que ele não tenha pintado muitas obras, e por isso é muito difícil atribuir pinturas a ele. Mas existe uma outra pintura que provavelmente foi ele que fez e se chama O amanhecer da civilização.

O amanhecer da civilização, Cornelis Van Dalem. (Wikipedia Commons)

O amanhecer da civilização é uma que pode ser considerada uma paisagem alegórica, pois ela mostra como seria a civilização em sua forma mais primitiva, com roupas de pele, casebres simples, com um ancião, um pequeno rebanho do lado esquerdo da pintura, e pastores. Essa pintura mantêm as mesmas características realistas do artista, as rochas tem relevo e textura, os personagens humanos estão em proporção, esse é um dos motivos que me fez não colocar as obras colaborativas, porque parecem um pouco artificiais para um artista que está sempre atento aos mínimos detalhes. Além de ser uma alegoria sobre o inicio da civilização, não deixa de ser uma pintura de paisagem, que o artista retrata com muito cuidado.

Cornelis Van Dalem é um pintor do movimento Renascentista do Norte, e como tal, teve seu nome citado no livro do biógrafo do século XVII, Karel van Mander, que disse que Dalem era o pintor das rochas, pois o artista tem essas pinturas de paisagem que incluem grutas e passagens rochosas, como pudemos ver nas duas pinturas acima.

Uma outra curiosidade sobre Cornelis Van Dalem foi que o artista era professor de outro pintor holandês importante Bartholomeus Spranger, tanto que eu já fiz um post no blog sobre ele. Além disso, o artista morreu muito longe da Antuérpia, em Breda, supõe-se que ele estava fugindo porque tinha ligações com anabatistas, um grupo considerado herege. Na região da Antuérpia, Países Baixos e Holanda, as guerras religiosas tiveram uma grande influência na vida das pessoas e também afetaram muito os artistas nesta região, Cornelis Van Dalem não foi uma exceção.

*Referências e Imagens:

https://en.wikipedia.org/wiki/Cornelis_van_Dalem

https://fr.wikipedia.org/wiki/Cornelis_van_Dalem

Compre meu e-Book na Amazon:

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.