Félix Vallotton, um novo pós-impressionismo

Félix Édouard Vallotton nasceu no ano de 1865 em Lausanne na Suíça. O artista foi um grande especialista em xilogravuras moderno além de fazer parto do famoso movimento pós-impressionista conhecido pelo nome de Les Nabis. Vallotton é um dos poucos artistas, junto com Mary Cassatt, que utiliza a difícil técnica da ponta-seca para fazer uma de suas pinturas. O pintor foi um dos poucos a expor suas gravuras no Salão do Rosa-Croix e chamar uma grande atenção de diversos artistas.

Sua família era de classe média e Félix demonstrou interesse por desde a infância. Após concluir seus estudos normais na Suiça, o artista conseguiu a permissão de seu pai para estudar em Paris. Na capital da França, Vallatton se matriculou na famosa Academia Julian, passou muitas horas no Louvre copiando as obras consideradas importantes além de ter tentado entrar na Escola de Belas Artes de Paris. O artista conheceu os pintores que futuramente fariam parte do movimento dos Nabis.

O artista começa sua carreira na arte fazendo xilogravuras, que fazem muito sucesso, mas Valloton se aventurou no mundo da pintura, já que havia treinado para isso, como seus amigos eram do grupo dos Nabis, Félix Valloton acabou sendo convidado e acabou aceitando o convite. Suas pinturas durante o período que esteve com os Nabis são pós-impressionistas, com um estilo próprio, como podemos ver em A Senhora e a Empregada.

A Senhora e a Empregada. Félix Vallotton. (Wikimedia Commons)

A Senhora e a Empregada a pintura pós-impressionista de Félix Vallotton recebeu muitas críticas. O estilo dessa obra do artista lembra um pouco aquelas bonecas de colagem, que você recorta e põe num cenário, porque a paisagem tem uma certa perspectiva, mas as duas pessoas parecem figuras lisas, de duas dimensões.

Uma das pinturas de Vallotton dessa fase dos Nabis que recebeu muitas críticas foi a obra Banhistas em uma noite de verão.

Banhistas em uma noite de verão, Félix Vallotton. (Wikimedia Commons)

Banhistas em uma noite de verão foi exposta no Salon des Indépendents e as pessoas até riram dessa obra. É uma pintura com uma estética diferente, parecendo uma colagem, mas numa época em que os pós-impressionistas ou pintavam igual Paul Gauguin ou eram cubistas, essa estilo artístico de Valloton era algo novo, diferente.

No final, artista acabou cedendo a estética pós-impressionista mainstream e pintou Na Praia.

Na Praia, Félix Vallotton. (Wikimedia Commons)

Na Praia é uma pintura que tem menos daquela estética de colagem das outras pinturas, Vallotton deu mais profundidade a essa obra, o guarda chuvas tem sombra, a blusa rosa da mulher também, o uso de uma paleta de cores mais primitiva e com menos tons dessas cores, a falta de contornos. Nessa pintura vemos uma obra pós-impressionista padrão.

Como Rembrandt e Johannes Vermeer, Félix Vallotton se casou com uma mulher rica para poder desenvolver sua arte. O artista acabou dedicando um tempo para sua pintura e aperfeiçoar suas técnicas de fazer arte. Após o início da Primeira Guerra Mundial, Vallotton queria colaborar então ele foi mandado com outros artistas para o campo de batalha para retratar a guerra. Uma dessas pinturas feitas nessa época se chama Verdun.

Verdun, Félix Vallotton. (Wikimedia Commons)

Verdun é uma pintura que representa o campo de batalha, podemos ver o fogo, a destruição, a fumaça, um mirando no outro. Apesar de ser uma obra que pode ser considerada esteticamente bonita ela representa um evento horrível, caótico e catastrófico que é a guerra. Nessa pintura vemos que o artista mudou seu estilo de pintura se tornando mais detalhista, utilizando mais cores, essa obra tem perspectiva, aquela estética do período do Nabis ficou para trás.

Além dessas pinturas de guerra e dos Nabis, Félix Valloton também fez pinturas de paisagens como podemos ver na obra abaixo chamada de Le Rayon.

Le Rayon, Félix Vallotton. (Wikimedia Commons)

Le Rayon é uma pintura de paisagem que Félix Vallotton mostra seu talento em imagens em terceira dimensão, além do domínio de luz ao retratar esse raio de sol entrando no meio das árvores. Ao fundo vemos que existe um muro de madeira e um pequeno portão. Essa obra foi feita em 1909 e mostra que o artista treinou muito técnicas de pintura e quando foi para a Primeira Guerra Mundial, estava pronto para reproduzir aqueles eventos da frente de batalha.

Em 1901, o artista fez uma paisagem alegre de Paris, uma obra que se chama Place Clichy, Paris.

Place Clichy, Paris, Félix Vallotton. (Wikimedia Commons)

Place Clichy, Paris é uma pintura que lembra as obras impressionistas, por causa da escolha da paleta de cores, a hora do dia, o enquadramento, e as pinceladas mais leves. O artista demonstra que aperfeiçoou as técnicas de pintura como a perspectiva, a proporção, iluminação, contrastes, algo que não parecia dominar muito bem quando começou a expor com os Les Nabis.

Félix Vallotton morreu no ano de 1925.

Referências e Imagens:

https://fr.wikipedia.org/wiki/Félix_Vallotton

Compre meu e-Book na Amazon:

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.