Gustave Boulanger, um artista histórico e orientalista

Gustave Clarence Rodolphe Boulanger nasceu no ano de 1824 em Paris na França. O artista fez parte do movimento acadêmico e também da corrente artística conhecida como orientalismo, do qual Jean-Léon Gèrôme também fez parte. Boulanger também foi um grande professor de arte, tendo treinado diversos artistas tanto na Academia Julian quanto na famosa e renomada Escola de Belas Artes de Paris.

Boulanger ficou órfão muito cedo e os responsáveis por sua educação o mandaram para o ateliê de um artista, Pierre-Jules Jollivet, um pintor de estilo romântico que também era um litógrado. Uma das pinturas de Jollivet se chama Una guerrillera.

Una guerrillera, Pierre Jules-Jolivet.

Una guerrillera é uma pintura romântica com toques neoclássicos, Jolivet foi um pintor que estudou na Escola de Belas Artes de Paris. Na pintura acima ele retrata uma cena vinda de experiências que ele passou na Espanha.

Com Jolivet, Gustave Boulanger aprendeu a pintar cenas históricas. Após esse tempo com esse artistas, Boulanger começou a frequentar o ateliê de Paul Delaroche, o artista que pintou a famosa tela chamada de A Execução de Lady Jane.

A Execução de Lady Jane, Paul Delaroche.

A Execução de Lady Jane é uma pintura neoclássica com uma mistura do movimento artístico do romantismo, essa obra contém uma grande carga emocional pois mostra um momento dramático em que a Lady está vendada e prestes a ser executada, o carrasco está esperando com o machado no lado direito da pintura. Esta é uma cena interna, típica da pintura acadêmica que representa esse tipo de ambiente.

Graças à influência desses dois artistas, Gustave Boulanger se tornou um dos membros do movimento artístico conhecido como Neo-Grec, do qual somente ele e Jean-Léon Gèrôme faziam parte, por causa da pintura greco-romana histórica que esses dois artistas acabaram confeccionando.

Uma das primeiras pinturas de Boulanger causaram polêmica quando foram exposta, ela se chama Phryne.

Phryne, Gustave Boulanger.

Phryne é uma pintura de nu artístico, o que não chega a ser uma novidade já que é um dos ensinamentos obrigatórios na Escola de Belas Artes de Paris. Mas a pose da mulher, as feições faciais, a constituição do corpo, consideraram “gorda demais” (*assim escreveram alguns críticos na época), ou seja, a pintura não estava nos padrões de beleza da época, por isso Boulanger foi duramente criticado.

Algumas pinturas históricas de Gustave Boulanger fizeram sucesso e agradaram aos poderosos como a obra Répétition du “Joueur de flûte” et de la “Femme de Diomède” chez le prince Napoléon.

Répétition du “Joueur de flûte” et de la “Femme de Diomède” chez le prince Napoléon, Gustave Boulanger.

Répétition du “Joueur de flûte” et de la “Femme de Diomède” chez le prince Napoléon é uma pintura que foi encomendada pelo príncipe Napoleão, primo de Napoleão III, no contexto da construção de uma réplica de um palácio romano inspirando nas ruínas da cidade de Pompeia. Ia ser recitado um poema e ser feita uma apresentação com atores, Boulanger pintou o ensaiou desse evento, a pintura foi muito apreciada por todos.

Quando aconteceu a Guerra Franco-Prussiana, Gustave Boulanger se alistou na Guarda Nacional e o artista fez pinturas que destoam das outras feitas em sua carreiras, uma delas se chama Épisode de la Commune, place de la Concorde.

Épisode de la Commune, place de la Concorde, Gustave Boulanger.

Épisode de la Commune, place de la Concorde é uma pintura que mostra um episódio de guerra e conflito, podemos ver que existe um incêndio, corpos no chão, um grupo de pessoas, e soldados lutando. As outras pinturas do artista são sobre momentos mais felizes, sobre a mitologia grega.

O artista era conhecido também por suas representações sobre a mitologia greco-romana como na pintura Vénus et l’Amour.

Vénus et l’Amour, Gustave Boulanger.

Vénus et l’Amour é uma pintura com características da pintura neoclássica, tanto pela representação do tema baseado na mitologia greco-romana quanto pela estética dessa obra, o artista mostra a deusa vênus, e o bebê cupido está ao lado direito na parte superior da pintura. A paleta de cores escolhida por Boulanger é mais natural e tem toques azulados, assim como a paleta de cores de outros artistas acadêmicos. Os personagens estão num cenário idílico, num belo jardim.

Um outro tipo de pintura famosa do artista são as obras chamadas de orientalistas, uma delas se chama A Oração:

A Oração, Gustave Boulanger.

A Oração é uma pintura que mostra uma mulher em trajes verdes fazendo um gesto de oração, enquanto aparece um homem ao fundo, e uma outra mulher no lado direito. Representar a cultura e as pessoas do oriente médio era conhecido como orientalismo, Jean-Léon Gèrôme também fazia esse tipo de pintura.

Gustave Boulanger morreu no ano de 1888.

Referências e Imagens:

https://en.wikipedia.org/wiki/Gustave_Boulanger

Compre meu e-Book na Amazon:

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.