École de Pont-Aven e Henry Moret

École de Pont-Aven ou Escola de Pont-Aven não era uma escola artística propriamente dita, era um local em que os artistas se reuniam para pintar ao ar livre, alguns desses artistas compartilhavam ideias sobre técnicas artísticas como o famoso Paul Gauguin, que se tornava muito amigo de certos artistas e depois rompia a amizade de uma forma dramática, como aconteceu com Vincent Van Gogh, que acabou resultando no episódio da orelha decepada.

Pont-Aven havia se tornado uma colônia de artistas, todos queriam passar um tempo nesse lugar. Algumas pessoas viram uma oportunidade de criar acomodações de baixo valor para abrigar esses artistas e ganhar dinheiro com o enorme fluxo desses pintores. Não era somente os artistas franceses que frequentava essa região, muitos artistas americanos, chegavam ao lugar para aprender mais sobre esse tal de movimento modernista de que todos falavam e retornar para a América no intuito de desenvolver um estilo moderno próprio.

Os artistas se hospedavam na Pensão Gloanec aberta pela Marie-Jeanne Le Glouannec, mais conhecida como Mãe Gloanec. Paul Gauguin e Émile Bernard passaram um tempo hospedados nesse lugar. Pont-Aven era parte da comuna da Bretanha, por isso muitas das obras pintadas por artistas que ficavam por essa região tinham como inspiração os locais, os bretões. Diversos artistas passaram por Pont-Aven e eram tão talentosos quanto os mais conhecidos, um desses artistas menos famosos foi Henry Moret.

Henry Moret

Henry Moret nasceu em nasceu no ano de 1856 em Cherbourg, na França. O artista foi um dos que passaram por Pont-Aven e portanto fez parte dessa escola. Moret estudou na Escola de Belas Artes de Paris, com o famoso pintor acadêmico Jean-Léon Gérôme. Apesar da maioria das pinturas de Gérôme serem históricas, sobre deuses gregos, ou greco-romanas, o artista também pintava paisagens, como podemos ver na pintura abaixo Vista do Golfo de Aqaba:

Vista do Golfo de Aqaba, Jean-Léon Gérôme.*

Vista do Golfo de Aqaba é uma paisagem marinha, Gérôme era um artista neoclássico e sua pintura tinha características desse movimento artístico, mesmo sendo uma pintura de paisagem. Os neoclássicos gostavam de utilizar uma paleta de cores mais azulada e fria, para contrastar com outras correntes artísticas como o Romantismo e Barroco que eram emocionais e usavam tons mais quentes. Henry Moret foi um artista que seguiu para gênero de paisagem.

Henry Moret também estudou com Henri Lehmann e se matriculou na Académie Julian. O artista finalmente faz sua estadia em Pont-Aven no ano de 1888, período em que conhece e faz amizade com os artistas impressionistas, além de ser apresentado à Paul Gauguin e suas teorias pós-impressionistas. Uma de suas pinturas de paisagem da época se chama A Ilha de Raguenez, Bretanha.

A Ilha de Raguenez, Bretanha, Henry Moret.

Na pintura acima temos características do pós-impressionismo de Paul Gauguin, com o uso de pinceladas pequenas sem fazer a mistura efetiva de cores na tela, mas criando esse efeito usando pontos, mas Henry Moret usou pinceladas para fazer isso.

Existe uma outra pintura de Moret que podemos perceber melhor o mesmo efeito que ele tentou criar em A Ilha de Raguenez, Bretanha, se chama Port Manech:

Port Manech, Henry Moret.

Em Port Manech podemos perceber melhor a técnica do divisionismo e pontilhismo, Moret usa pequenas pinceladinhas para criar um efeito mais natural de cores, é só olhar para o mar que parece roxo e o céu apresenta tons de rosa, lembra um pouco as pinturas de Paul Signac.

O artista gostava de pintar paisagens marítimas, como podemos ver em sua obra chamada Goulphar:

Goulphar, Henry Moret.

Goulphar mostra que Henry Moret começou a se afastar da estética pós-impressionista de Paul Gauguin, o artista abandona o pontilhismo e divisionismo, suas pinturas assumem cores mais naturais.

Mesmo mudando de movimento artístico, Henry Moret não deixou de lado totalmente as cores mais fortes, podemos ver que ele ainda utiliza essas cores na pintura chamada Fenaison en Bretagne.

Fenaison en Bretagne, Henry Moret.

Fenaison en Bretagne foi concluída em 1908, o artista pinta uma paisagem com três pessoas trabalhando no campo, ao fundo podemos ver uma parte do oceano, as cores são forte, ele usa em sua paleta as cores verde, amarelo e azul. Moret apresenta uma estética mais madura e própria, ele incorporou em sua arte tudo o que aprendeu com seus professores, desde Gèrôme até mesmo Paul Gauguin.

Henry Moret morreu no ano de 1913, ao todo, o artista deixou mais de 800 obras catalogadas.

Compre meu e-Book na Amazon:

2 comentários em “École de Pont-Aven e Henry Moret

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.