François Boucher e o Rococó

François Boucher nasceu no ano de 1703 em Paris na França. O artista fez parte do movimento artístico chamado de Rococó. Boucher foi um grande pintor e abordou diversos gêneros de pintura como o mitológico, alegórico, cenas pastoris, pinturas decorativas, foi graças a esse tipo de obra que François se tornou um artista muito famoso na corrente artística do Rococó. François Boucher também foi o pintor oficial da corte do rei francês Luís XV.

O artista fez seu treinamento artístico no ateliê de François Lemoyne, Boucher aprendeu a fazer pinturas no estilo rococó, seu professor era um artista habilidoso que fazia pinturas que se encaixam nessa corrente artística como o afresco Apoteose de Hércules pintado no salão de mesmo nome, Hércules, no palácio de Versalhes.

Apoteose de Hércules, François Lemoyne.

Na pintura acima, Lemoyne mostra sua habilidade ao confeccionar uma pintura tipicamente rococó. O afresco combina com os detalhes arquitetônicos do Salão de Hércules.

François Boucher também teve contato com as obra de Antoine Watteau, outro grande artista do estilo artístico do rococó. O artista também aprendeu técnicas barrocas ao estudar arte com Sebastiano Ricci, um pintor italiano barroco.

Boucher se mantinha com o dinheiro de gravuras e desenhos, graças à alguns patrocinadores o artista foi estudar arte em Roma. Ao retornar à Paris, Boucher foi admitido na Académie royale de peinture et de sculpture, o artista também passou a trabalhar com encomendas de retratos. Para ser aceito na Instuição artística da Academia real de pintura e escultura, François Boucher submeteu a obra Renaud e Armide:

Renaud e Armide, François Boucher.

Renaud e Armide é uma típica pintura rococó, Boucher pintou figuras greco-romanas, utilizou uma paleta de cores multicolorida, além da composição que torna a obra uma representante do movimento artístico do rococó. Podemos ver toda a pompa e ornamentação que o artista incluiu nessa pintura.

Sua grande habilidade como artista levou François Boucher a se tornar o pintor favorito da realeza, pintando pessoas como a amante do rei, a Madame de Pompadour.

Madame de Pompadour, François Boucher.

O retrato de Madame de Pompadour mostra toda a pompa da favorita do rei. Nessa pintura, Boucher retratou a Madame com uma enorme riqueza de detalhes, desde o vestido usado pela amante do rei, o livro que ela segura, o amassado do tecido, o artista usou uma paleta de cores azul e rosa, mostrando que o rococó não se limitava à pintura e arquitetura, mas que fazia parte do estilo de vida da realeza.

Outra pintura de François Boucher sobre a Madame de Pompadour está na imagem abaixo:

Madame de Pompadour, François Boucher.

A pintura acima é um outro retrato de Madame de Pompadour feito por François Boucher. A amante do rei é retratada na mesma pose da outra pintura, olhando para o lado esquerdo, segurando um livro, usando um vestido muito ornamentado, cheio de laços, a Madame está com o braço em uma almofada, e o cenário é bem decorado. A imagem acima foi tratada digitalmente, pois a pintura original escureceu com o tempo.

François Boucher também fazia pinturas idílicas com temas greco-romanos como podemos ver na obra Vênus e Amor:

Vênus e Amor, François Boucher.

Vênus e Amor é uma pintura sobre a mitologia greco-romana, a deusa Vênus aparece com o bebê cupido, que se encontra com seu arco e suas flechas colocadas no canto direito da pintura. As duas figuras aparecem num local com uma vegetação, uma mini cascata, e a deusa se encontra com os pés na água. Os personagens se encontram bem destacados na pintura, parecem estar iluminados, enquanto as outros objetos do cenário se encontram no escuro.

Além dos temas mitológicos o artista também retratou temas pastoris como a pintura Pastora Sonhadora:

Pastora Sonhadora, François Boucher.

Pastora Sonhadora é uma pintura pastoril, com uma mulher vestida com um traje de pastora, com uma cesta de flores no lado direito da pintura, e no canto esquerdo está a figura de um bode. A pastora se encontra no meio de uma vegetação. Assim como suas pinturas mitológicas, a mulher retratada aparece como se fosse a imagem de uma deusa, como a Vênus do quadro anterior.

Um Outono Pastoral é uma outra pintura idílica de François Boucher:

Outono Pastoral, François Boucher.

Um Outono Pastoral é uma pintura em que aparecem representadas um casal de pastores, rodeado de ovelhas, com um cachorro no lado esquerdo, um menino com chapéu se encontra encostado com a cabeça baixa. Essa obra de François Boucher é uma pintura do movimento artístico do rococó, sua obra mostra muitos detalhes, além da paleta de cores verde, azul, e tons de oliva.

O artista pintou muitos nus artísticos por isso ele foi criticado até mesmo nos anos posteriores à sua morte, o movimento artístico do rococó foi muito comparado com as pinturas neoclássicas.

François Boucher morreu no ano de 1770, na cidade de Paris, deixando um grande legado de pinturas rococós.

Compre meu e-Book na Amazon:

Adquira um Kindle:

Imagens e Referências:

https://fr.wikipedia.org/wiki/François_Boucher

2 comentários em “François Boucher e o Rococó

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.