Antoine Watteau e a Arte Rococó

Jean-Antoine Watteau nasceu no ano de 1684 em Valenciennes, na França. O artista fez parte do movimento artístico Rococó. Watteau era famoso por retratar festas galantes, Fête galante, que eram encontros ao ar livro entre aristocratas muito ricos. Ao retratar esses encontros de uma maneira lúdica, Watteau criou o gênero Fête galante. Essas reuniões de nobres aristocratas tinham um certo caráter teatral vindo da Comedia dell’Arte italiana.

Quando o artista tinha dez anos de idade, ele começou a treinar técnicas artísticas com um artista da região. Para se aproximar ainda mais do mundo da arte, Watteau se muda para Paris e passa a viver num bairro onde morava muitos artistas flamengos. O artista trabalhou numa oficina artística para conseguir dinheiro para financiar sua arte, Watteau aceitava diversos trabalhos para fazer cópias de pinturas holandesas.

O talento artístico de Antoine Watteau chamou a atenção de Claude Gillot, um artista que era renomado na época. Podemos ver o estilo artístico de Gillot, mestre de Watteau na pintura abaixo chamada de Les deux carrosses.

Les deux carrosses, Claude Gillot.

Les deux carrosses mostra que Claude Gillot pintava obras um tanto teatrais, como podemos ver na cena retratada, em que duas pessoas comandam duas carroças. Gillot tirava toda essa teatralidade das óperas que ele assistia. Antoine Watteau será influenciado por essa característica teatral das obras de seu mestre, Gillot. Wattau também conheceu a Comedia dell’Art com Gillot.

Antoine Wattau se inscreveu no Prix de Rome, porém não ganhou o prêmio, não podendo financiar seus estudos na Itália, o artista voltou a trabalhar. O artista acabou fazendo parte da Academia Real de Pintura e Escultura da França.

Uma das pinturas mais famosas do artista se chama Peregrinação à Ilha de Kythera:

Peregrinação à Ilha de Kythera, Antoine Watteau.

A pintura acima foi exibida no ano de 1717, e essa imagem foi retocada digitalmente, a versão original está escurecida pelo tempo. Essa obra de Watteau é um típico exemplo da arte Rococó, o artista utiliza cores suaves, uma temática leve, pois a cena representa uma festa idílica, além de ser delicada e ter um caráter decorativo.

A imagem original está representada abaixo:

Peregrinação à Ilha de Kythera, Antoine Watteau.

As pinturas antigas ficam escurecidas com o tempo por causa da camada de verniz que é aplicada ou pelo próprio artista, ou por outra pessoa num esforço para não deixar que o tempo estrague ainda mais a pintura.

Em Peregrinação à Ilha de Kythera, Antoine Watteau retrata o tema Fête Galante, na verdade é uma das primeiras pinturas sobre esse assunto.

O artista fez outra pintura com o tema que ele inventou, a obra se chama Fêtes Vénitiennes:

Fêtes Vénitiennes, Antoine Watteau.

Fêtes Vénitiennes é uma pintura em estilo Rococó, esse movimento artístico também é considerado um barroco exagerado. Essa luz de palco que ilumina a pintura, deixando a mulher de vestido azul em primeiro plano e com destaque nessa imagem, enquanto as outras pessoas estão ao redor prestando atenção nela. O artista utiliza a comedia dell’Arte para compor as figuras humanas da pintura.

O uso de cores leves e uma paleta diversificada, dando mais vida à pintura é uma das características do Rococó e também de Antoine Watteau. O artista, além de ter criado um novo gênero de pintura, também ditou as regras do novo movimento artístico chamado de Rococó.

Outra pintura de Antoine Watteau feita no ano de 1718, se chama Festa do Amor:

Festa do Amor, Antoine Watteau.

Festa do Amor tem um ar mais bucólico e idílico, assim como sua outra pintura, Peregrinação à Ilha de Kythera, o cenário é a natureza, parecendo um jardim, tendo uma escultura no lado direito da pintura. As pessoas retratadas por Antoine Watteau estão relaxadas, numa reunião no campo, parece que estão fazendo um piquenique.

A paleta de cores dessa pintura tem o verde, tons pastéis, e um pouco de azul, a iluminação é menos centralizante mas ainda existe uma tendência a focar a luz no centro da imagem, onde algumas mulheres estão sentadas. Suas pinceladas são leves e finas. sua composição é delicada.

A Comedia dell’Arte com seus personagens característicos também foi uma grande inspiração para Antoine Wetteau, o artista utilizou esses personagens em suas pinturas, existe uma obra que ele dedica inteiramente a um personagem da Comedia dell’Arte e essa pintura se chama Pierrot:

Pierrot, Antoine Watteau.

Na pintura acima, Pierrot, o artista retrata esse personagem da Comedia dell’Arte conhecido pelo nome de Pierrot. Essa figura é um personagem central do teatro italiano, sendo um palhaço triste que está em busca do amor. Antoine Watteau gosta de retratar temas que remetem ao amor, Pierrot é um personagem romântico que não fica com a pessoa amada.

Antoine Wattaeau morreu com apenas trinte e seis anos de tuberculose. O artista é uma grande referência para a arte do Rococó.

Compre meu livro na Amazon:

Um comentário em “Antoine Watteau e a Arte Rococó

Deixe uma resposta para Russell Smith Cancelar resposta

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.