Fra Angelico, “O Pintor dos Anjos”

Guido di Pietro nasceu por volta dos anos de 1387/95, na Toscana, na região da Itália. O artista faz parte do movimento artístico renascentista no período do quattrocento, no ínicio dessa corrente artística. O apelido Fran Angelico vem das palavras Frade pois ele era um religioso frade dominicano e angelico vem de anjo. As pessoas também chamavam ele de Pintor dos Anjos. O historiador de arte da renascença. Giorgio Vasari escreveu sobre Fra Angelico dizendo que ele era um talento perfeito e raro. O artista foi beatificado somente no século XX, pelo Papa João Paulo II.

Os registros sobre Guido di Pietro, ou Fra Angelico, mostram que quando ele entrou para uma confraria religiosa Guido já era um pintor. A partir do ano de 1423, o religioso entrou para uma ordem religiosa se tornando um frater(frade) ou Fra, Guido foi nomeado “Irmão João dos Irmãos de San Domenico di Fiesole”. No começo o Frade foi como todos os artistas, aprendeu a fazer as miniaturas que decoram as Iluminuras, usando muito ouro, lápis-lazúli, como podemos ver na imagem abaixo.

Glória de São Domingos, Fra Angelico. 

Glória de São Domingos é uma típica miniatura, temos diversos santos e anjos decorando a página, uma frase em latim acompanhando. As imagens dessa Iluminura são mais simples do que as do começo da Idade Média e se encaixam no período final do Gótico, esses livros decorados começam a ser substituídos aos poucos quando surgem as prensas de tipos móveis de Johannes Gutenberg se tornam populares, pois os livros iluminados são extremamente caros de se fazer.

Fra Angelico ainda guarda resquícios do gótico, um estilo bem ornamentado, que usa ouro e pigmentos caros como o lápis-lazúli. Podemos ver esse tipo de pintura na obra Tríptico de São Pedro o Mártir de Fra Angelico que está na imagem a seguir.

Tríptico de São Pedro o Mártir, Fran Angelico.

Tríptico de São Pedro o Mártir é uma pintura que se encaixa no gótico internacional. Ainda temos o uso de folhas de ouro, o tema da Virgem Maria entronizada, que é quando a mãe de Jesus aparece com ele no colo ao redor dos santos. A figura da Virgem aparece muito maior do que os santos, algo comum nas pinturas da Idade Média, as pessoas divinas são maiores do que as consideradas comum, ou seja, existe uma hierarquia. Também temos o ornamento na parte de cima do tríptico, feito de ouro mas um pouco mais simples se considerarmos a grande ornamentação desse tipo de gênero de pintura no gótico puro.

Assim são as primeiras pinturas de Fra Angelico, ele não começa sendo um pintor renascentista pronto, ele vai evoluindo sua estética com o tempo. Uma das obras que mostra essa evolução para a renascença se chama Retábulo de São Marcos e está na imagem abaixo.

Retábulo de São Marcos, Fra Angelico.

Em Retábulo de São Marcos vemos que existe a figura da Virgem Maria entronizada, ao redor dos santos, mas agora vemos o uso de perspectiva, não temos mais aquela ornamentação em ouro, somente algumas partes parecem receber esse material. Tanto as figuras humanas quanto as consideradas divinas agora possuem o mesmo tamanho.

Temos uma obra que Fra Angelico abandona de vez qualquer resquício do uso de ornamentação de ouro, essa pintura se chama Anunciação.

Anunciação, Fra Angelico.

Anunciação é uma pintura que fala sobre o momento que o arcanjo Gabriel fala para a Virgem Maria sobre o fardo divino que ela tem que carregar. Nessa obra Fra Angelico fez o cenário num ambiente externo, a noite, temos a perspectiva, as figuras começam a ter volume, as roupas possuem dobras. A paleta de cores é areia, azul escuro, rosa claro, amarelo e marrom. Cada vez mais podemos ver a evolução de Fra Angelico quanto ao domínio da perspectiva, volume e proporção, algo que é muito utilizado na pintura renascentista, além do humanismo que coloca todas as figuras humanas do mesmo tamanho, sem hierarquia quanto a divindade.

O artista também fazia obras monumentais que eram encomendadas a ele como a pintura chamada de O Juízo Final  que está na imagem abaixo.

O Juízo Final, Fra Angelico.

O Juízo Final é uma obra que tem o tamanho de 105 x 210 cm, encomendada pelo abade Ambrose Traversari. Nessa pintura, Fra Angelico retratou diversas pessoas, que estão abaixo de Jesus Cristo, que aparece na parte de cima, na região central. Também temos representado nessa obra os anjos, os santos, o paraíso, alguns mortos. Ou seja, é uma pintura minuciosa, e possui diversos detalhes. O artista também utiliza o conceito de perspectiva, volume e proporção, não é uma pintura gótica ou medieval, ela se encaixa no começo do renascentismo.

Fra Angelico morreu no ano de 1455. Se tornando um dos mais importantes artistas renascentistas da história da arte.

Compre meus e-Books na Amazon ou leia pelo Kindle Unlimited:

Um comentário em “Fra Angelico, “O Pintor dos Anjos”

  1. Culturalizando blog curtiu há algum tempo nosso texto sobre a feminista da Arábia Saudita Loujain Alhathloul, então viemos convidar quaisquer integrantes do blog e amigos(as) para o curso de iniciação ao feminismo, que já está disponível no site da Escola Feminista. Leiam também nosso texto sobre a grande cantora Vanusa! Aliás, parabéns pelo post. Os Anjos de Fra Angelico são alguns dos mais lindos, especialmente no que se refere aos detalhes das asas.
    Para relembrar, o site da Escola Feminista é escolafeministacom.wordpress.com

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.