Frederic Edwin Church, um grande paisagista do movimento romântico americano

Frederic Edwin Church nasceu no ano de 1826 em Hartford, no estado de Connecticut nos Estados Unidos. O artista foi um grande pintor paisagista da Escola do Rio Hudson, por isso, suas obras fazem parte do movimento artístico do Romantismo. Church foi um aluno do grande artista paisagista, Thomas Cole. O artista se tornou um grande sucesso nos Estados Unidos com suas pinturas de paisagem.

Church vinha de uma família muito rica, seu pai era um ourives e relojoeiro bem sucedido, por isso pode mudar de cidade, para Catskill onde se tornou o único aluno de Thomas Cole. Assim como seu professor, Frederic Edwin Church aprendeu a pintar paisagens e por isso suas obras são belas paisagens românticas, uma de suas pinturas se chama O Coração dos Andes.

O Coração dos Andes, Frederich Edwin Church.

O Coração dos Andes é uma pintura que retrata uma paisagem da América do Sul, Frederich Edwin Church era um homem muito rico, portanto empreendeu muitas viagens pelo mundo, um dos destinos de Church foi a América do Sul, de onde o artista se inspirou para pintar a paisagem na imagem acima. Assim como Thomas Cole, Church retrata cenários com uma grande dramaticidade, mostrando a grandeza da natureza e suas paisagens imponentes. O artista utilizou uma paleta de cores natural, com tons de verde, marrom, azul e branco.

Frederich Edwin Church foi aluno de Thomas Cole, e pintava as montanhas de Catskill, os dois também viajaram para destinos como Nova Iorque e a Nova Inglaterra, uma das pinturas de Church são uma paisagem sobre a Nova Inglaterra e está na imagem abaixo.

Nova Inglaterra, Frederich Edwin Church.

Na pintura acima temos a imagem de uma paisagem da Nova Inglaterra, Church escolheu uma paleta de cores bem natural, além de optar pelo enquadramento de uma cachoeira, colocando essa imagem no lado esquerdo, enquanto no lado direito ele coloca uma grande árvore. Esse posicionamento escolhido pelo artista é um dos mais populares em técnicas de pintura de paisagem, pois chama muita atenção se comparado à um enquadramento mais central. Thomas Cole ensinou muito bem Frederich Edwin Church.

Podemos ver o mesmo tipo de enquadramento na pintura chamada de Cotopaxi:

Cotopaxi, Frederich Edwin Church.

Em Cotopaxi vemos a erupção de um vulcão, com a fumaça indo para o lado direito e cobrindo parcialmente o sol, resultando numa imagem mais avermelhada, característica do nascer do sol. Cotopaxi é o nome de um vulcão que fica no Equador e que na época havia entrado em erupção. O artista também escolhe retratar uma cascata, que aparece do lado direito da pintura. Colocar o máximo de detalhes possível na pintura era um dos objetivos de Frederich Edwin Church, para poder criar uma paisagem bonita mais realista.

Cotopaxi foi uma pintura encomendada por James Lenox. Essa obra de Church é interpretada como uma parábola da Guerra Civil americana.

Frederich Edwin Church gostava de incluir a água em suas pinturas, principalmente na forma de cachoeiras e cascatas, o artista dedicou uma pintura sobre esse tema, chamada de Cataratas do Niágara.

Cataratas do Niágara, Frederich Edwin Church.

Cataratas do Niágara é uma paisagem que mostra uma grande queda d’água que fica entre os Estados Unidos e Canadá. O artista retratou com grande realismo uma imagem da famosa Catarata do Niágara. Church imprimiu realismo nessa pintura, usando uma paleta de cores natural, e colocando um grande nivel de detalhes nessa obra.

Uma outra pintura sobre o mesmo tema se chama Cataratas do Niágara, do lado americano.

Cataratas do Niágara, do lado americano, Frederich Edwin Church.

Cataratas do Niágara, do lado americano é uma pintura sobre as Cataratas do Niágara mas com outro enquadramento, dessa vez, o artista se encontra na parte de baixo das cataratas, mostrando essa enorme queda d´água vista pelo lado americano. Uma imagem como essa retratada na pintura carrega uma grande dramaticidade, pois a água caindo numa catarata sempre mostra imagem violenta e grandiosa. O artista pinta até mesmo o arco-íris que se forma nesse tipo de cenário.

O artista conquistou uma grande fama nos Estados Unidos, por isso, uma de suas viagens foi patrocinada por um empresário americano chamado de Cyrus Field, que financiou o artista como uma forma de atrair investimentos e notoriedade para sua própria empresa. Foi nessa viagem patrocinada por Field que o artista pintou a sua famosa pintura O coração dos Andes que foi vendida por dez mil dólares na época, um preço muito alto para uma pintura.

Church também foi muito influenciado pela filosofia do naturalista Alexander von Humboldt, por isso o artista buscou retratar a grandeza da natureza com tanto realismo. O artista também foi considerado como o “Michelangelo das paisagens”.

Frederich Edwin Church morreu no ano de 1900 na cidade de Nova Iorque, nos Estados Unidos.

Compre meu e-Book na Amazon:

Imagens e Referências:

https://en.wikipedia.org/wiki/Frederic_Edwin_Church

Um comentário em “Frederic Edwin Church, um grande paisagista do movimento romântico americano

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.