Gustave Caillebotte, um patrono impressionista

Gustave Caillebotte nasceu no ano de 1848 em Paris, na França. O artista fez parte do movimento artístico do impressionismo. Caillebotte era de uma família muito rica e portanto patrocinou e ajudou a organizar as exposições impressionistas. O pintor tinha paixão por fotografias e por causa disso algumas de suas pinturas são mais realistas do que outras obras de um artista de vanguarda.

O artista era herdeiro de uma indústria têxtil que fornecia tecidos para os militares. Por causa das boas condições financeiras de sua família, eles tinham grandes propriedades onde passavam temporadas, e foi nesse ambiente que Gustave Caillebotte desenvolveu um interesse para a arte, especialmente pinturas. O artista aprendeu técnicas artísticas com Léon Bonnat, professor na École des Beaux Arts, Caillebotte estudou nessa instituição artística. Uma das pinturas de Léon Bonnat que mostram qual tipo de aprendizagem Caillebotte teve se chama Fille romaine à la fontaine:

Fille romaine à la fontaine, Léon Bonnat.

Como um academicista, sua pintura Fille romaine à la fontaine apresenta características realistas, podemos perceber que o artista pintou a água correndo pelo cano, e a menina debruçada apresentam um grande realismo. Gustave Caillebotte aprendeu muito bem com seu mestre, pois suas pinturas também mostram características realistas. Por ser rico, Caillebotte não precisava viver de sua arte, e portanto escolhia livremente os temas de suas pinturas. O artista pinta a obra Les Planeurs de parquet:

Les Planeurs de parquet, Gustave Caillebotte.

Les Planeurs de parquet foi uma pintura que causou choque por retratar trabalhadores normais em seu ofício, por isso sua obra não foi aceita na exposição do Salão de Paris, foi algo que afastou o artista da arte acadêmica e o aproximou dos artistas impressionistas. Essa pintura foi exposta na segunda exposição de impressionistas.

Uma das paixões de Gustave Caillebotte eram barcos, engenharia naval e esportes marinhos. O artista patrocinou também essa área, além disso Caillebotte também utilizou esse tema em suas pinturas como em Regatta em Argenteuil:

Regatta em Argenteuil, Gustave Caillebotte.

A pintura acima, Regatta em Argenteuil, mostra uma paisagem marinha, o artista soube imprimir um grande realismo a essa pintura, ele fez as ondas na água e o reflexo que um objeto tem nessa superfície em turbulência. O artista era menos afeito a temas que pudessem ser dramáticas ou teatrais demais.

Gustave Caillebotte era um artista muito original, ele escolhia retratar diversas situações que não eram comuns serem pintadas por outros artistas. O pintor preferia pintar temas mais intimistas, que eram pintados geralmente por artistas mulheres. Uma das obras nesse tema se chama Jovem na Janela:

Jovem na Janela, Gustave Caillebotte.

Jovem na Janela é uma pintura que mostra uma cena mais reservada, com um homem observando a rua através da janela. O homem retratado na pintura é René Caillebotte, o irmão de Gustave. O artista utiliza uma perspectiva um pouco parecida com a de Caspar David Friedrich, um pintor romântico que usava esse ângulo de pintura que ficava atrás de algum observador.

Por causa dessas características únicas o pintor imprime originalidade. O artista também retratava cenas cotidianas como Ruas de Paris, num dia chuvoso:

Ruas de Paris, num dia chuvoso, Guustave Caillebotte.

Ruas de Paris, num dia chuvoso demonstra o estilo artístico de Caillebotte, o artista retrata essas cenas mais comuns, como pessoas andando num dia de chuva. O pintor mostra realismo ao retratar a calçada com uma camada de água da chuva, além do ambiente um pouco encoberto, e opaco conforme se aproxima do horizonte, por causa da chuva que estava caindo, que parece ser mais uma garoa.

Uma outra pintura que mostra trabalhadores se chama Os Jardineiros:

Os Jardineiros, Gustave Caillebotte.

A pintura acima mostra trabalhadores num jardim, novamente, o artista mostra um grande realismo ao retratar a água e a umidade. Assim como o artista sabe retratar um dia chuvoso, ele também consegue mostrar com grande realismo um dia ensolarado. Um dos hobbys de Gustave Caillebotte era a jardinagem, e como tinha grandes propriedades ele se dedicava a isso.

Gustave Caillebotte ajudava os artistas impressionistas comprando quadros desses artistas. Caillebotte comprou obras de Claude Monet, Renoir, Cézanne etc.

Além dessas pinturas mais realistas, o artista também pintou obras que podem ser classificadas como impressionistas, como a pintura chamada de Boulevard des Italiens:

Boulevard des Italiens, Gustave Caillebotte.

Boulevard des Italiens é uma pintura de paisagem em que o artista usou as pinceladas leves e soltas características do impressionismo. Essa imagem que fica mais nítida com o afastamento é algo típico de pinturas como de Claude Monet. Gustave Caillebotte sabia pintar como os impressionistas mas ele criou um estilo de pintura próprio.

Gustave Caillebotte morreu no ano de 1894, com apenas quarenta e cinco anos vítima de um derrame cerebral.

Compre meu livro na Amazon:

Um comentário em “Gustave Caillebotte, um patrono impressionista

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.