Rigaud, o pintor do famoso quadro de Luís XIV

Luís XIV, mais conhecido como o Rei Sol, e pela famosa frase “O Estado sou eu”; foi um monarca absolutista responsável pela construção e mudança da corte para o Palácio de Versalhes. Existe um retrato de Luís XIV, uma das pinturas de retrato mais famosas do mundo, que foi pintada por um artista com um nome difícil de pronunciar, Hyacinthe Rigaud. Nascido Jacinto Francisco Honorat Matias Rigau-Ros i Serra, o pintor veio ao mundo no ano de 1659 em Perpignan na França. Antes de falar sobre o retrato de Luís XIV, vamos conhecer o artista que pintou essa obra.

Hyacinthe Rigaud era filho de um alfaite. Não se sabe ao certo onde Rigaud começou seu treinamento, as consta em seu diário e em alguns registros sobre o artista, que o pintor foi para Montpellier. Nessa região o artista teria tido contato com as obras de Jan Van Dyck e Peter Paul Rubens, fazendo algumas cópias das pinturas desses dois artista holandeses. Rigaud também teria estudado as pinturas de Ticiano e Rembrandt. Em Montpellier, Rigaud frequentou o estúdio do também artista, Antoine Ranc.

Após esse período em Montpellier, Hyacinthe Rigaud vai para Lyon, não se sabe muito sobre esse período em Lyon, sabemos que ele ficou um tempo nessa região e depois foi para Paris. Nessa cidade, o artista participou da Académie royale de peinture et de sculpture, e morou num bairro conhecido por abrigar diversos artistas. Rigaud logo chamou a atenção de Charles Le Brun, um pintor da corte francesa. O artista fez um retrato de Le Brun.

Retrato de Charles Le Brun, Rigaud.

Rigaud venceu o famoso Prix de Rome, um dos prêmios era estudar os antigos mestres em Roma na Itália, onde existia uma academia de artes francesa. Chales le Brun convenceu Rigaud de não fazer essa viagem, e também aconselhou ele a continuar pintando retratos.

O artista começou a formar uma clientela em Paris, uma de suas encomendas foi o retrato de Martin Desjardins, um escultor.

Martin Desjardins, Rigaud.

Foram feitas tantas encomendas ao artista que ele não conseguia cumprir os prazos, por causa disso, Rigaud contratou dois assistentes para o auxiliarem nessas encomendas que o artista recebia cada vez mais.

Rigaud decide retornar à Perpignan, supostamente para pintar o retrato de sua mãe. Em sua região natal, o artista realmente faz uma pintura de sua mãe, Marie Serre

Marie Serre, Rigaud.

Na imagem acima vemos que o artista pintou sua mãe em dois ângulos diferentes, também é possível perceber a influência que Rembrandt teve em sua formação artística, Rigaud confecciona uma pintura utilizando a mesma dramaticidade do barroco holandês, com a iluminação e os contrastes típicos dessa corrente artística. O uso do preto como cor de fundo mostra uma influência maneirista.

Quando o artista retorna à Perpignan sua fama já tinha alcançado boa parte da França, e por isso, Rigaud recebeu uma homenagem das autoridades locais.

O número alto de encomendas e os atrasos na entrega desses trabalhos gera uma grande tensão na Academia, por causa disso seus registros nessa instituição desaparecem por um tempo. Devido a intervenções de outros artistas e até mesmo de seus clientes da nobreza, esse descontentamento por causa dos atrasos na confecção de retratos é finalmente resolvido. Surge uma vaga como professor assistente, e Rigaud aceita mais essa responsabilidade, apesar de tudo. Rigaud fica muito sobrecarregado e se demite de seus cargos na Academia.

Rigaud passa a ser cada vez mais requisitado como artista, até que no ano de 1701 o pintor recebe uma de suas encomendas mais famosas, o retrato de Luís XIV.

Luís XIV, o rei Sol, por Rigaud,

O retrato de Luís XIV foi encomendado pelo monarca ao artista por causa do neto do rei, Filipe V, o rei da Espanha. O monarca espanhol desejava ter um retrato do seu avô para mostrar â corte espanhola seus laços com o absolutista, Luís XIV. Hyacinthe Rigaud pintou o famoso retrato do rei da França. Essa pintura se tornou a imagem oficial de Luís XIV. Apesar desse retrato ter sido feito para ser mandado para Filipe V, a pintura nunca deixou a França.

Além de ter pintado o retrato do monarca absolutista francês, Rigaud também pintou o herdeiro ao trono, Luís XV. Rigaud fez uma sucessão de três retratos, um deles está na imagem abaixo:

Luís XV, Rigaud.

Rigaud pintou Luís XV quase do mesmo jeito que Luís XIV. O monarca é retratado de pé e de corpo inteiro, numa pose que mostra toda a autoridade e pose de um rei.

Nos últimos anos de vida, Hyacinthe Rigaud, estava com a saúde bem debilitada. O artista acabou morrendo no ano de 1743. Rigaud entrou para história da arte ao retratar um dos monarcas franceses mais famosos da Europa.

Referências e Imagens:

https://en.wikipedia.org/wiki/Hyacinthe_Rigaud

https://fr.wikipedia.org/wiki/Hyacinthe_Rigaud

Compre meu livro na Amazon:

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.