Les Nabis, Paul Sérusier e o pós-impressionismo

O Les Nabis foi um grupo de artistas franceses que fizeram a transição entre o movimento artístico acadêmico e o pós-impressionismo. A palavra Nabis vem do termo hebraico Nablim que significa Anunciador. O grupo foi inspirado nas obras do artista Paul Sérusier, os membros eram alunos da Académie Julian, uma instituição artística particular. O Les Nabis também foi um movimento simbolista. Paul Gauguin foi um artista que guiou os movimentos artísticos do pós-impressionismo, orientou inclusive esse grupo, ao ajudar Paul Sérusier a pintar a obra Les Talisman, a primeira pintura dos Les Nabis.

Paul Sérusier nasceu no ano de1864 na cidade de Paris na França. O artista estudou na Académie Julian e passou um tempo em Pont-Aven, na colônia de artistas criada por Paul Gauguin. Nesse local, Gauguin incentivou Sérusier a pintar mais livremente e abandonar a rigidez artística. Les Talisman, foi a pintura que Sérusier fez seguindo os conselhos de Paul Gauguin.

Les Talisman, Paul Sérusier.

Sérusier retornou à Académie Julian e os seus colegas artistas viram a pintura feita em Pont-Aven, e assim Les Talisman se tornou a obra que foi o ponto de partida do grupo Les Nabis. Essa pintura tem um tamanho pequeno, tendo 27 cm de altura e 21,5 cm de largura. Les Talisman também tem um papel muito importante no início do movimento pós-impressionista.

Para apresentar suas obras, o grupo fez uma pequena exposição própria chamada de “O grupo dos impressionistas e sintetistas”. Os artistas pós-impressionistas famosos, Paul Gauguin e Émile Bernard, também apresentaram suas pinturas nesse evento.

Esse grupo ganhou toques místicos e secretos pois seus artistas tinham um nome próprio no Les Nabis, o artista Maurice Denis escreveu sobre qual era a filosofia do grupo, além de criar figurinos e cenários. Os artistas do Les Nabis também alugaram um estúdio. Somente membros selecionados sabiam o nome do grupo e sua filosofia. Paul Sérusier tinha o pseudônimo de O Bom Nabi.

Uma outra pintura pós-impressionista de Paul Sérusier se chama Les mangeurs des serpents (comedores de serpentes):

Les mangeurs des serpents, Paul Sérusier.

Les mangeurs des serpents apresenta todas as características da pintura pós-impressionista criada por Paul Gauguin. Existe o sintetismo que se manifesta na emoção impressa no quadro, o cloisonnismo que está nas linhas pretas, a pintura em blocos também está presente, a utilização de uma paleta de cores mais primitivas, o contraste marcante entre os objetos e figuras humanas.

O artista assimilou muito bem a estética pós-impressionista imprimindo em suas pinturas a maioria das características desse movimento artístico. Podemos ver isso na obra Mélancolie ou Ève Bretonne:

Mélancolie ou Ève Bretonne, Paul Sérusier. 

Mélancolie ou Ève Bretonne é uma pintura feita no ano de 1891. Paul Sérusier fez uma obra tipicamente impressionista, com influências das xilogravuras japonesas, que tinham o tema mulher no jardim, cada artista do Les Nabis, incluindo Paul Sérusier, criaram pinturas sobre esse tema, e Ève Bretonne é um exemplo de pintura feita com esse tema.

A influência das xilogravuras japonesas, ukiyo-e, era chamada de Japonismo. Essas gravuras japonesas do estilo Ukyo-e se tornaram um grande sucesso entre os artistas europeus na época, até mesmo Vincent Van Gogh utilizou o Ukiyo-e como uma referência para melhorar sua pintura. Os Les Nabis também incorporaram o estilo do Ukiyo-e em diversas pinturas.

Existiam outros artistas no Les Nabis, um desses artistas era Édouard Vuillard que criou uma pintura inspirada no Japonismo da época, essa obra se chama O Vestido Florido.

O Vestido Florido, Édouard Vuillard.

Na pintura acima vemos uma mulher, aparentemente japonesa, usando um quimono florido. Vuillard, assim como Sérusier, utiliza as técnicas do pós-impressionismo, como a pintura sintetista que utiliza formas estilizadas e cores mais básicas, o efeito do cloisionnismo é criado através da separação nítida por cores.

O Les Nabis também utilizou referências místicas e esotéricas em suas pinturas, o próprio grupo já carregava uma aura mais mística. Paul Sérusier fez uma pintura onde mulheres, supostamente bruxas, entraram na floresta carregando vasos, essa pintura se chama Le Bois Sacré:

Le Bois Sacré, Paul Sérusier.

Le Bois Sacré apresenta um caráter místico ao retratar bruxas, o artista também pintou fadas e outros seres místicos. Em Le Bois Sacré podemos ver as técnicas de pintura pós-impressionista, nessa obra o artista utilizou as técnicas do sintetismo, que incluíam representações puras das formas dos objetos e pessoas, podemos ver que o artista utilizou blocos de cores, a paleta de cores vivas também é uma característica das obras pós-impressionistas.

Maurice Denis, o artista que criou a filosofia dos Les Nabis, pintou obras baseadas em lendas bíblicas como La légende de saint Hubert (A lenda de st. Hubert):

La légende de saint Hubert, Maurice Denis.

Essa lenda relata a história de St. Hubert, que estava caçando na floresta quando teve uma visão de Cristo e se converteu ao cristianismo.

Eventualmente, a partir do ano de 1900, o grupo Les Nabis acabou se separando e cada artista tomou um rumo diferente.
Apesar de tudo, o Les Nabis foi uma grande influência no movimento pós-impressionista.

Compre meu livro na Amazon:

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.