Seção d’Or e a sua exposição cubista

Seção d’Or, ou Seção de Ouro, também chamado de Grupo Puteaux foi um grupo formado por artistas cubistas que defendiam essa estética artística. O cubismo foi um movimento artístico muito amplo, houve diversas facetas do cubismo, como o cubismo analítico, o sintético, o cubismo de cristal, o orfismo. Os artistas achavam que o cubismo tinha relação com a ciência e os novos modelos teóricos de física que estavam despontando na época.

A Seção d’Or foi um movimento cubista paralelo ao cubismo de Pablo Picasso e Georges Braques. O grupo girava em torno de Marcel Duchamp, um artista que gostava de ciência. Um dos participantes da Seção de Ouro foi o cubista Jean Metzinger. O nome Puteaux veio do local de reunião do grupo, que era uma pequena casa na região de Puteaux, e a Seção de Ouro vem da proporção áurea da matemática. A Teoria da Relatividade Geral formulada por Einstein havia chegado aos círculos de artistas e intelectuais.

A ideia de fragmentar as formas das pessoas, objetos e ideias abstratas parecia se encaixar no que Albert Einstein havia formulado, um universo com quatro dimensões, a grande novidade foi que o cientista incluiu o tempo como uma das dimensões do universo. Os artistas também querem empregar a geometria não euclidiana em suas obras cubistas.

Os artistas da Seção d’Or decidiram fazer uma exposição chamada de Salon de la Section d’Or, que aconteceu no ano de 1912 na cidade de Paris na França. Foi para esse evento que os artistas Jean Metzinger e Albert Gleizes criaram o famoso manifesto do cubismo chamado de Du “Cubisme”. Os cubistas já haviam causado surpresa e polêmica no Salon des Indépendants no ano de 1911, quando expuseram as primeiras obras com estética cubista. Com essa exposição organizada pela Seção d’Or, os artistas esperavam mais atenção e controvérsia.

Um dos artistas que expos nesse evento foi Pierre Dumont com sua obra chamada de Catedral de Rouen:

Catedral de Rouen, Pierre Dumont.

Pierre Dumont nasceu em Paris porém passou parte de sua infância e adolescência na cidade de Rouen. O artista estudou na Corneille High School em Rouen, onde conheceu Marcel Duchamp, com quem mais tarde organizaria e participaria da Seção D’Or. A Catedral de Rouen mostra uma imagem fragmentada onde podemos ver que existe uma figura humana e edifícios. Essa pintura é a mais conhecida do artista Pierre Dumont.

Albert Gleizes foi outro artista que participou dessa exposição organizada pelo grupo da Seção d’Or do qual também fazia parte. Gleizes é um dos grandes teóricos desse novo cubismo científico, o artista formula diversas teorias e tenta achar uma padronização matemática nas obras cubistas. Uma das pinturas que Gleizes expos foi La Chasse.

La Chasse, Albert Gleizes.

La Chasse significa a caça, nesta obra de Gleizes vemos a fragmentação característica do cubismo, porém as figuras que ele pôs em sua pintura são bem mais reconhecíveis do que outras pinturas cubistas. Podemos ver as figuras humanas, os homens numa charrete com dois cavalos, e outras figuras humanas no plano de fundo.

Uma outra obra de Albert Gleizes que foi apresentada nessa exposição se chama Le Dépiquage des Moissons:

Le Dépiquage des Moissons, Albert Gleizes.

Le Dépiquage des Moissons significa a colheita das colheitas, nessa pintura também podemos perceber que existem pessoas, prédios, um homem carregando um cesto. A imagem é mais fragmentada do que La Chasse., mostrando uma forma geométrica em forma de cubos e retângulos.

Juan Gris foi um pintor espanhol que fez parte da exposição Salon de la Section d’Or, o artista apresentou a pintura chamada Homem em um Café:

Homem em um Café, Juan Gris,

Homem em um Café é uma pintura que mostra as formas geométricas quebradas em cubos e retângulos. A representação do rosto do homem em diversos planos também é uma das características dessa pintura. Juan Gris é um dos grandes nomes do cubismo, o artista nasceu na cidade de Madrid na Espanha, porém ele mudou para a França onde conheceu Jean Metzinger outro grande artista cubista que o convenceu dessa nova estética.

Marcel Duchamp também participou da exposição organizada pelo Seção D’Or. O artista era considerado um homem letrado e intelectual. A obra que ele expos O rei e a rainha rodeados por nus velozes:

abstract art generator online avec reproduction de tableaux Nouveau November 2017 Books & Boots.

Essa pintura de Marcel Duchamp apresenta formas abstratas, diferente dos outros cubistas como Albert Gleizes e Juan Gris, nós temos uma arte mais conceitual do que apenas representação de cenas e figuras.

Jean Metzinger, o mais conhecido entre os artistas cubistas dessa exposição apresentou a obra La Femme au Cheval.

La Femme au Cheval, Jean Metzinger.

La Femme au Cheval, significa mulher com um cavalo, Jean Metzinger pintou utilizando a estética cubista, com a fragmentação da imagem, apesar dele apresentar uma obra fragmentada e com a forma de cubos quebrados, ainda é possível ver a mulher que ele representou nessa pintura.

Outra obra exposta por Jean Metzinger é a famosa pintura Deux Nus:

Deux Nus, Jean Metzinger.

Jean Metzinger retrata nessa pintura uma espécie de nu artístico cubista, com a representação de duas mulheres.

Essa exposição organizada pelo Seção D’Or entrou para a História da Arte ao chocar a sociedade com uma estética totalmente nova que foi chamada de cubismo.

Compre meu livro na Amazon:

2 comentários em “Seção d’Or e a sua exposição cubista

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.