Le Marchand de bestiaux, pintura surrealista de Marc Chagall

Le Marchand de bestiaux é uma pintura de Marc Chagall. O artista é considerado um dos primeiros modernistas, Chagall se encaixa no movimento artístico expressionista e surrealista. O pintor nasceu em Liozna, que ficava no Império Russo mas se naturalizou francês. O artista se mudou para Paris, onde teve contato com os artistas de vanguarda, o mais importante foi Guillaume Apollinaire.

Muitas obras de Marc Chagall possuem elementos modernistas como Le Marchand de bestiaux.

Le Marchand de bestiaux, Marc Chagall. (Wikipedia)

Le Marchand de bestiaux é uma pintura de Marc Chagall que mistura elementos do surrealismo com toques de expressionismo.

Temos um homem numa carroça puxada por uma égua grávida, enquanto o carroceiro está com um chicote olhando para uma mulher que está do lado direito da pintura, em cima da carroça está um gado deitado, logo abaixo no canto esquerdo, vemos duas pessoas uma olhando para a outra.

A figura da mulher, do carroceiro e dos animais apresentam algum grau de fragmentação, inversão de cores, algo que parece uma interpretação saída do subconsciente, ou seja, traços do surrealismo, também temos as cores fortes características do movimento expressionista.

Essa tela se encontra no museu mais antigo do mundo, o Kunstmuseum Basel: https://en.wikipedia.org/wiki/Kunstmuseum_Basel que fica na Suíça.


Compre meu e-Book na Amazon ou leia pelo Kindle Unlimited:

História da Arte: Da Idade Média, ao Renascimento e o Barroco

Um comentário em “Le Marchand de bestiaux, pintura surrealista de Marc Chagall

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.