O retrato de Félix Fénéon, um símbolo anarquista pintado por Paul Signac

O retrato de Félix Fénéon é uma pintura de Paul Signac. O artista foi um dos inventores das técnicas do divisionismo e pontilhismo, ele desenvolveu essas teorias de cores junto com Georges Seurat. Além disso, Signac também foi co-fundador da Sociedade dos Artistas Independentes. O pintor neo-impressionista também se engajou em causas políticas fazendo parte do movimento anarco socialista.

Signac era um artista bem relacionado e conheceu Félix Fénéon, um crítico e importante diretor de galeria. Fénéon era responsável por exibir as pinturas dos modernistas em uma das galerias de arte mais antigas de Paris.

Félix Fénéon, em princípio, não concordou com a pintura de um retrato, mas acabou cedendo aos pedidos de Paul Signac. Fénéon impôs algumas condições, como uma imagem de perfil, como uma efígie, mas Signac não concordou e entregou a pintura acima. Embora Fénéon tenha ficado insatisfeito, as pessoas gostaram e acabou se tornando símbolo do movimento anarquista, e o galerista acabou pendurando essa pintura em seu quarto.

Compre meu e-Book na Amazon ou leia pelo Kindle Unlimited:

História da Arte: Da Idade Média, ao Renascimento e o Barroco

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.