Cozinha Medieval: Algumas Curiosidades

A Idade Média foi um período que durou quase mil anos, a sociedade medieval tinha suas peculiaridades, o sistema econômico era diferente, as práticas da sociedade também eram.

O Jejum e as Festas

Na Era Medieval a sociedade era muito religiosa, por isso, antes de qualquer festa havia o período de jejum. O ato de jejuar era também praticado em épocas religiosas como a preparação para a Natividade e também a Quaresma, sendo proibido alimentos de origem animal, como carnes, ovos e queijos. Algumas vezes esses jejuns eram muito restritos e duravam semanas, e tanto os camponeses quanto os reis deveriam praticar, isso resultava em uma grande insatisfação.

Os nobres comiam melhor que os plebeus

Quando vemos aquelas séries no streaming que mostram as festas luxuosas e os banquetes servidos a uma família real em qualquer lugar do mundo e do tempo não costumamos pensar sobre as origens desse costume. Também quando vemos a tradição da caça em nobres que sobraram das revoluções que os europeus fizeram por anos, lutando muito, e muito, por centenas de anos. Não paramos pra pensar, mas de onde veio tudo essa tradição que tanto diverte esse pessoal? Na verdade a origem de tudo isso não é nada nobre.

No meu livro Verdadeiras Intrigas Medievais: Como os reis chegaram e se mantiveram no poder na Idade Média, eu falo um pouco sobre como o Império Romano termina na chamada Era Medieval. Depois que a Idade Média se consolida e todo o sistema feudal, a sociedade medieval se estratifica: plebeus, clero e nobreza.

Então começa a se formar o mito de a nobreza é melhor moralmente, fisicamente, mentalmente, intelectualmente. Aí a nobreza passa a ter direito as melhores comidas, seguida pelo clero e depois pelo plebeu. Mas isso não faz sentido, quem trabalha mais, gera mais riqueza, sustenta toda a economia, são os plebeus.

Plebeus deveriam comer mais e melhor. (Imagem: Pixabay)

São os camponeses que plantam e colhem, preparam a comida, sabem diferenciar uma fruta venenosa de uma comestível, eles constroem as casas, cuidam dos animais, das casas, fazem as roupas, limpam a sujeira dos nobres e clero. Eles precisam de mais comida, mais calorias. Os nobres criam guerras, caos, desperdiçam os alimentos e ainda matam os animais. Na sociedade feudal os plebeus são as rodas que giram a economia.

Infelizmente, os plebeus são a força motriz mas não detinham o poder político por isso esse mito do nobre melhor chegou ao século XIX e foi retratado inclusive por um artista russo, Grigory Miassoyedov.

Esta imagem possuí um atributo alt vazio; O nome do arquivo é almocogrigorij.jpg
Almoço Zemstvo, por Grigory Miassoyedov. Wikimedia Commons/domínio público.

Na pintura de Grigory Miassoyedov temos os trabalhadores russos comendo um pedaço de pão, enquanto na janela ao fundo aparece um homem secando um prato, onde provavelmente um político, um homem com mais poder aquisitivo almoçou. Até a Revolução Russa instaurar uma espécie de ditadura do proletariado que proibiu essas demonstrações da monarquia russa, ainda era comum ver essas cenas.

Pão e Cerveja

Na Idade Média as plantações eram de cereais, então um dos alimentos mais consumidos pelas pessoas era o pão. Quanto mais baixa era a classe da pessoa, mais escuro era o pão, por que a farinha refinada branca era algo restrito à classe mais alta.

Padeiros assando pão na Idade Média.

As pessoas na Idade Média comiam pedaços de pão embebidos numa espécie de caldo feito com carne ou peixe, vinhos, ou sopas. Também existia um prato chamado de Frumenty que era feito com grãos cozidos.

Pessoas comendo Frumenty.

Frutas como laranjas, uvas, maças, pêssegos, peras, e ameixas também faziam parte da alimentação das pessoas da Idade Média.

As bebidas que eram servidas na era Medieval costumava ser a cerveja, ou o vinho. As plantações de cevada eram comuns pela Europa, e ela não era muito apropriada para fazer pão pois ela fermentava e ficava amarga, mas era muito boa na fabricação de cerveja. Por isso, na Idade Média, pessoas de todas as classes sociais bebiam cerveja.

As pessoas não tinham o costume de beber água, muitas vezes as fontes de água possuíam algum tipo de gosto estranho. O leite era consumido somente por crianças ou pessoas idosas. O leite também servia para a fabricação de queijos, um alimento muito utilizado para fazer tortas.

A alimentação das pessoas sofreu uma grande revolução com a chegada da Revolução Industrial e a invenção dos alimentos processados e ultra processados além do uso dos eletrodomésticos e conservantes que aumentaram o prazo de validade do consumo dos alimentos.

Hoje em dia temos uma enorme variedade e quantidade de alimentos sendo produzidos no mundo, mas ainda assim existem pessoas que passam fome no mundo, e também alguns tipos de dieta fazem muito mal à saúde. Temos que achar um meio termo pra que ninguém passe fome e para que tenhamos uma alimentação saudável

Referências:

https://en.wikipedia.org/wiki/Medieval_cuisine

Compres meu e-Books na Amazon ou leia pelo Kindle Unlimited:

Um comentário em “Cozinha Medieval: Algumas Curiosidades

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.