A Era de Ouro das histórias em quadrinhos de super-heróis (superhero comics)

Os quadrinhos de super-heróis são um gênero dos quadrinhos americanos. Editoras de quadrinhos como a DC Comics e a Marvel Comics são as grandes responsáveis por super-heróis que aparecem em filmes hoje em dia. Existe até mesmo uma rivalidade entre os fãs da Marvel e os da DC, e entre essas duas editoras. Esse gênero de super-heróis surgiu na década de 1930, e conforme os anos, esses quadrinhos eram mais publicados, mais vendidos de acordo com o momento histórico que estavam, esses períodos ficaram conhecidos como eras. A Era de Ouro foi a primeira dessas eras.

Era de Ouro

A Era de Ouro acontece entre os anos 1938 e 1956. É nesta época que surgem os super-heróis. Os personagens heróis como Batman, Superman, Mulher Maravilha, Capitão América e Capitão Marvel.

Richard A. Lupoff escreveu um artigo em 1960 e foi um dos primeiros que classificou esse período com o a Era de Ouro dos Quadrinhos. O super-herói que deu inicio a essa Era de Ouro foi o Superman, que apareceu no Action Comics #1 em 1938.

Superman.

O Superman é um personagem da editora DC Comics, e foi criado por Jerry Siegel e Joe Shuster. Siegel era um escritor e Shuster um ilustrador, e os dois se uniram para criar uma história de ficção. Eles fizeram a concepção do personagem e chamaram de Superman, foi um longo processo de criação até o personagem ganhar as características que conhecemos hoje. Siegel e Shuster querem um emprego onde pudessem ter uma história do Superman publicada e que eles pudessem receber de forma regular, eles queriam trabalhar para um jornal que tivesse um sindicato.

A editora original do Superman foi a Detective Comics, que depois se tornou DC Comics (a empresa foi a fusão de duas editoras de quadrinhos). A primeira publicação em que o Superman apareceu (Action Comics) foi um sucesso, os quadrinhos venderam bem e a história do Superman ganhou outras edições.

Superman N. 6.

Após o surgimento do Superman, seu sucesso fez com que os editores quisessem mais super-heróis. Então os escritores Bob Kane e Bill Finger criaram o personagem Batman. No começo do processo de criação desse personagem o primeiro esboço ficou parecido com o Superman, com uma meia calça vermelha, sem luvas ou manoplas. Bob Kane surgiu com a ideia da capa de morcego. Eles removeram a cor vermelha durante a concepção do personagem, e adicionaram as luvas e o capuz.

Primeira aparição do Batman.

O Batman foi publicado em 1939 na Detective Comics #27, durante a criação Finger e Kane decidiram que a identidade do personagem seria a de um playboy. O cinto do Batman foi introduzido somente na publicação Detective Comics 29. Como precisavam de um personagem que conhecesse a identidade secreta do super-herói e pudesse conversar com ele sabendo desse segredo, então introduziram o personagem Robin na história, e ele apareceu na Detective Comics #38.

Batman e Robin por Jack Burnley.

A Mulher Maravilha foi criada pelo psicólogo e escritor William Moulton Marston, além da criação desta personagem ele também foi o inventor do teste de pressão arterial sistólica que é um mecanismo utilizado no polígrafo (detector de mentiras).

Devido a sua experiência com detectar mentiras, ele considerava as mulheres mais honestas do que os homens e que eram mais eficientes no trabalho. Marston escreveu um artigo sobre o potencial dos super-heróis que não era explorado pela indústria. Max Gaines leu esse texto e decidiu contratar Marston como consultor, então o psicólogo quis criar um super-herói e inspirado em sua esposa e Olive Byrne(uma companheira do casal), ele decidiu que esse personagem seria uma mulher.

Gaines aprovou a ideia de ter uma super-heroína, então Marston criou a Mulher Maravilha, ele fez esta personagem pensando no modelo de mulher amorosa ideal. Na Era do Ouro, a Mulher Maravilha era uma amazona campeã que tinha como missão devolver Steve Trevor (um personagem que acabou caindo na ilha das amazonas) para o “mundo dos homens”.

Sua primeira aparição foi no All Star Comics #8, no ano de 1941.

Primeira aparição da Mulher Maravilha.

Ao longo do tempo a personagem foi ganhando mais características e ao longo do tempo seu look foi mudando de acordo com o tempo e conforme as mulheres vão ganhando mais direitos e conquistando mais espaços.

Evolução dos looks da Mulher Maravilha. Foto: Pinterest

O Capitão América foi criado pelo escritor Joe Simon, que conseguiu que o seu personagem fosse publicado pela editora Timely Comics( futura Marvel). A princípio Simon chamou o super-herói de Super American, mas pra ele havia muitos “supers” por aí então decidiu chamar de Capitão América.

Esboço do Capitão América.

O Capitão América foi publicado em 1941 no Captain America Comics # 1, como nessa época a Segunda Guerra Mundial estava acontecendo, e o ataque a Pearl Harbor ainda não tinha acontecido, então alguns americanos foram hostis ao Capitão América batendo em Adolf Hitler. Chegaram a receber cartas com ameaças. Porém, apesar da hostilidade de alguns, a primeira publicação vendeu quase 1 milhão de cópias.

Primeira edição do Capitão América.

No final dos anos 1940 a popularidade dos super-heróis despencou e as editoras começaram a diversificar os temas. Na década de 1950 apenas alguns super-heróis continuam a ser publicados, como o Superman, Batman e Mulher Maravilha. Super-heróis como o Lanterna Verde, o Flash, o Aquaman, o Arqueiro Verde, A família Marvel (shazam) foram cancelados. E a Era de Ouro acaba e a Era de Prata começa com uma reformulação do Flash que faz sucesso depois de muito tempo.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.