Qual é a relação entre o Ouro no Brasil e o Barroco?

Quando os portugueses chegaram ao Brasil no ano de 1500, eles encontraram por aqui os povos indígenas, uma grande mata atlântica e depois solo pra plantar cana de açúcar. Enquanto os espanhóis encontraram impérios com maior desenvolvimento tecnológico do que os povos indígenas encontrados pelos portugueses. Por causa disso a Espanha encontrou muito ouro que já foi extraído, transformado em peças de ouro maciço, e uma grande quantidade de prata. Então a Espanha conseguiu enviar muita prata e ouro pra Europa.

Bandeirantes e o ouro

Portugal encontrou no Brasil a árvore pau-brasil, quando acabou a madeira, os portugueses viram que havia clima e condições favoráveis para plantar a cana de açúcar e assim começou o que ficou conhecido como ciclo do açúcar. Porém Portugal nunca perdeu as esperanças de encontrar ouro. E vieram exploradores de território que ficaram conhecidos como bandeirantes.

Bandeirantes.

Os bandeirantes adentravam na mata e capturavam índios além dessa busca pelo ouro e a prata.

Por volta de 1600 as notícias sobre a possível existência de ouro no Brasil chegaram à Portugal que fez uma Carta Régia(regimento) em 15 de agosto de 1603, liberando a exploração do ouro e estipulando o quinto, ou seja, a quinta parte do ouro achado fica com a coroa de Portugal. O primeiro tipo de ouro encontrado no Brasil foi do tipo aluvião. No século XVII, o bandeirante Fernão Dias Paes Leme começou a exploração da região de Sabará, Minas Gerais, em busca da prata e esmeraldas. Por volta do ano 1700, no século XVIII, os bandeirantes acharam ouro em abundância na região onde é hoje Minas Gerais. E assim se inicia a corrida do ouro(ou ciclo do ouro) no Brasil em Minas Gerais.

A maior parte da corrida do ouro ocorreu numa região conhecida como Vila Rica, que hoje em dia se chama Ouro Preto, em Minas Gerais. No século XVIII, as pessoas migraram em massa para essa região. Devido a isso a região ficou cheia de gente, muita desorganizada, quase beirando ao caos.

A arte como forma de controle social

Para tentar organizar e controlar a localidade, surgiram as irmandades leigas, que era responsável pela organização das celebrações de ofícios, práticas religiosas e o exercício solidário. Essas irmandades eram usadas para controle religioso e social, e se utilizavam da arte e religião para fazer isso. As Irmandades leigas foram as patrocinadoras de artistas e artesãos.

A presença da Igreja Católica no país.

As irmandades leigas, também conhecidas como ordem terceira, eram associações religiosas sem vínculo oficial com a Igreja, por isso o nome leigas. Cada uma das irmandades eram dedicadas a algum santo católico, algumas dessas irmandades possuíam um poder político muito forte. E em Minas Gerais, surgiu a Irmandade da Virgem Senhora do Rosário dos Pretos, que era formada por negros.

Barroco europeu e Barroco mineiro

O Barroco é um estilo artístico que surgiu na Itália no século XVI e se difundiu por países sob o domínio da Igreja Católica na Europa e Américas. A igreja também foi uma grande mecenas(patrocinadora) de arte na Europa, Roma foi a grande difusora da arte barroca.

No século XVI houve o Concílio de Trento, que foi uma resposta à Reforma Protestante que estava acontecendo na época, a Igreja Católica fez a contrarreforma. Para conseguir manter os fiéis, a Igreja apostou na arte barroca como uma forma de divulgação da religiosidade católica. Nesse contexto surgiu a ordem dos jesuítas que foram responsáveis por evangelizar as terras que estavam sendo colonizadas pelos europeus.

A arte barroca tem forte influência nas artes, ciências e filosofia da Antiguidade Clássica, e os temas eram religiosos, retratando cenas bíblicas, imagem de santos, de Jesus Cristo, e etc. Mas também havia a representação da mitologia grega.

Decoração do interior de uma igreja no estilo barroco.

O Barroco chegou ao Brasil tardiamente, enquanto na Europa florescia o neoclassicismo, que se opunha ao movimento artístico anterior.

Na Capitania de Minas Gerais. graças ao grande desenvolvimento regional proporcionado pela extração de ouro na região, o estilo artístico Barroco chegou na região. O patrocínio das irmandades fez surgir diversas igrejas e prédios públicos, todos ornamentadas por dentro e por fora.

A pintura barroca mineira utilizou cores mais vivas, tropicais e materiais diferentes da utilizada pelo barroco europeu.

Na escultura barroca o grande nome foi o Antônio Francisco Lisboa, o Aleijadinho. Ele entalhou e esculpiu diversas obras que estão expostas hoje, nas igrejas que foram construídas no século XVIII, em Minas Gerais.

Apesar de ser chamado de Barroco Mineiro, esse estilo artístico também tem traços do Rococó. É nesse contexto do ciclo do ouro e da arte barroca que surgiu no imaginário popular o famoso santo do pau oco, que seriam imagens de santos ocas por dentro que as pessoas escondiam o ouro pra não pagar o quinto para Portugal.

Além do santo do pau oco, há outras peculiaridades desse estilo artístico, as Estátuas de Roca, que são estátuas de santos vestidas com tecido levadas em uma procissão, que era uma prática religiosa muito comum na época do Barroco.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.