Luca Signorelli e a perspectiva linear no Renascimento Italiano

Luca d’Egidio di Ventura também conhecido pelo nome de Luca Signorelli, nasceu por volta do ano de 1445, em Cortona na Itália. O artista se encaixa no movimento artístico do renascimento italiano. Luca Signorelli foi o responsável pela introdução e popularização da perspectiva linear nas pinturas renascentistas. O pintor também fez a decoração em afrescos na Catedral de Orvieto, suas obras estão ao lado de outros afrescos de pintores do renascimento importantes como Fran Angelico.

O artista foi aluno de Piero della Francesca, com quem aprendeu o uso da perspectiva linear, também foi discípulo de Andre del Verrocchio. Luca Signorelli é tido como sendo parte da Escola da Toscana. A maioria das informações sobre a vida de Luca Signorelli vem do historiador de arte Giorgio Vasari e sua obra Le Vite, o próprio artista era um parente distante de Vasari. Signorelli fez diversas obras religiosas uma delas foi Santo Antônio e Santo Eligius.

Santo Antônio e Santo Eligius, Luca Signorelli.

Santo Antônio e Santo Eligius é uma pintura com características do começo do renascimento italiano. Os santos retratados por Signorelli possuem proporção, volume e perspectiva, o tecido das roupas possuem dobras, por exemplo. Mas ainda assim existem alguns elementos não renascentistas como, os Santos não estão em um lugar, eles estão no chão, mas falta um cenário, as pessoas que rezam para eles estão num tamanho muito diminuto, isso é uma característica da pintura medieval.

Signorelli fez outras pinturas com características do começo do renascimento como A Adoração dos Pastores.

A Adoração dos Pastores, Luca Signorelli.

A Adoração dos Pastores mostra o pequeno bebê Jesus Cristo sendo visitado pelos pastores, esse evento ocorre logo após o nascimento de Cristo. Nessa pintura podemos ver que Signorelli colocou diversos personagens tendo como figura central o pequeno bebê, é desse ponto que sai a perspectiva linear criada pelo pintor e matemático Piero della Francesca.

O uso de Jesus Cristo como o ponto central de uma perspectiva, tanto linear quanto geométrica, se tornou algo comum no início do renascimento, quando os artistas estavam testando essa novidade de unir geometria a pintura. Também temos em Adoração dos Pastores o uso de um cenário bem rico e ornamentado, uma evolução do estilo de Luca Signorelli que agora adiciona mais um elemento a sua pintura.

Um outro tema retratado por Luca Signorelli foi a Crucificação de Jesus Cristo.

Crucificação de Jesus Cristo, Luca Signorelli.

Em Crucificação de Jesus Cristo temos a figura de Jesus na cruz, enquanto Maria aparece caída nos pés da cruz sendo amparada. Nessa obra, Signorelli procurou imprimir realismo na imagem de Jesus Cristo e de Maria, as imagens aparecem com proporção e volume, também temos o uso de um cenário, existo o ferimento da lança do lado esquerdo do corpo de Jesus Cristo, ou seja, é o último momento antes dele ser retirado da cruz.

Na narrativa sobre a vida de Jesus Cristo, começando pela Anunciação, o artista também fez uma obra a respeito desse tema, chamada de Anunciação, que se encontra atualmente na cidade de Volterra.

Anunciação, Luca Signorelli.

Anunciação apresenta características do movimento artístico do renascimento, embora o uso da perspectiva do artista não seja tão refinado e as figuras do anjo Gabriel e Maria pareçam ser uma colagem sobre um cenário. Porém, a perspectiva do cenário está acertada, a do anjo Gabriel e Maria também, mas os dois não parecem unidos.

Outro tema sobre a Madonna e o Menino Jesus junto aos Santos e Anjos se encontra na imagem abaixo.

Madonna e o Menino Jesus junto aos Santos e Anjos, Luca Signorelli.

Menino Jesus junto aos Santos e Anjos é uma pintura renascentista sobre o tema da Madonna. Geralmente quando aparece a Virgem Maria segurando o bebê Jesus Cristo ao redor dos Santos e Anjos a figura é chamada de Maria entronizada, pois a própria Madonna serviria como um trono para o menino Jesus.

Na imagem, Madonna e o Menino Jesus junto aos Santos e Anjos, temos os quatro apóstolos com suas representações, e o artista utiliza a hierarquia de tamanho quando retrata os anjos de tamanho menor que o resto das outras figuras humanizadas, isso ainda é uma característica da pintura medieval.

O artista apresenta uma evolução estilística em suas pinturas, isso significa que Luca Signorelli foi um pintor dinâmico, que buscava aperfeiçoar sua forma de fazer arte.

Luca Signorelli morreu por volta do ano de 1523, em Cortona na Itália.

Compre meu e-Book na Amazon:

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.