Quentin Matsys, sátira e realismo

Quentin Matsys nasceu por volta do ano de 1466 em Leuven, que fica localizada na região flamenga da Bélgica. O artista faz parte do movimento artístico do primitivismo holandês, ou seja, os primeiros artistas que vieram um pouco antes do movimento renascentista do norte. Como Matsys preferiu fazer obras mais realistas (que vai em direção a tendência de “evolução” dos movimentos artísticos – Renascimento e Barroco) algumas de suas obras são consideradas grosseiras pelos temas que ele retrata em suas pinturas. Vamos ver como isso acontece logo abaixo.

Não se sabe exatamente quem treinou Quentin Matsys, pois não existem registros sobre isso, alguns historiadores supõem que pode ter sido Dieric Bouts, por causa das semelhanças estilísticas. O que se sabe é que Quentin Matsys se mudou para Antuérpia, onde pintou diversas obras que se tornaram muito conhecidas.

O artista pintou um tema religioso muito comum, popular entre os artistas, e encomendado diversas vezes pela Igreja, o tema da Virgem Maria Entronizada.

A Virgem e o Menino Entronizados, com Quatro Anjos, Quentin Matsys.

A Virgem e o Menino Entronizados, com Quatro Anjos é uma pintura feita por Quentin Matsys que pode ser colocada no movimento primitivista flamengo. Ainda não temos figuras completamente proporcionais nessa imagem, a cabeça da Virgem Maria é muito maior do que o corpo, o menino Jesus tem certa proporcionalidade, mas os quatro anjos estão com a cabeça ligeiramente maior do que o tronco. Na pintura de Matsys, a Virgem Maria está sendo coroada por dois anjos, enquanto os outros dois aparecem tocando instrumentos musicais, além disso, Maria está segurando uma Bíblia nas mãos. A virgem entronizada é chamada assim, pois seu corpo serviria como uma espécie de trono.

Suas pinturas eram conhecidas por serem satíricas e moralistas, por isso a pintura acima não era a que chamava mais atenção. O trabalho do artista que mais se destacava eram pinturas como Ecce homo.

Ecce homo, Quentin Matsys.

Ecce homo é uma dessas pinturas de Quentin Matsys que causam choque, por causa de como ele retratou as figuras humanas ao redor de Jesus Cristo. Ecce homo é um tema se refere a narração da captura e crucificação de Jesus Cristo, o momento exato desse tema seria quando Cristo é entregue amarrado, com a coroa de espinhos para ser mostrado a multidão. Essa pintura causa espanto porque Matsys mostra esse momento de uma forma muito realista, com os algozes de Cristo fazendo caretas junto ao rosto de sofrimento e dor de Jesus. Mesmo a representação dessa mesma cena feita pelo artista barroco Caravaggio, não chega a ser tão visceral quanto essa pintura.

Ecce Homo, Caravaggio.

A pintura barroca costuma ser uma representação bem realista e dramática. Mas nessa cena específica, Caravaggio não chegou ao nível de drama de Quentin Matsys.

Uma das obras mais satírica e moralista de Quentin Matsys é a pintura O cambista e sua esposa.

O cambista e sua esposa, Quentin Matsys.

O cambista e sua esposa mostra um homem contando dinheiro e uma mulher do lado com um livro aberto. Essa é uma daquelas pinturas que você pode preparar sua lupa pra olhar. O homem está pesando moedas, existe um espelho convexo em que dá pra ver que existe outro homem em sua frente. A mulher que está ao lado está com um livro de orações, e uma das páginas está a figura da Virgem Maria e o menino Jesus. Será que Quentin Matsys quis fazer essa dualidade de materialismo com religiosidade?

O artista também pintou outra obra famosa que se chama A Duquesa Grotesca.

A Duquesa Grotesca, Quentin Matsys.

Em A Duquesa Grotesca vemos uma mulher que apresenta deformidade óssea na parte da cabeça, e que tem um rosto com um aspecto um tanto diferente, por isso alguns chamam essa pintura de A Duquesa Feia e outras variações de nome. O artista utilizou a mesma técnica de pintura que suas outras obras, imprimindo um certo realismo ao mostrar os sinais da idade, porém existe algumas deformações na parte do crânio. Essa figura pintada por Quentin Matsys serviu de inspiração para uma personagem da história Alice no País das Maravilhas.

Quentin Matsys morreu no ano de 1530 na Antuérpia.

Referências e Imagens:

https://en.wikipedia.org/wiki/Quentin_Matsys

Compre meu e-Book na Amazon ou leia pelo Kindle Unlimited:

Um comentário em “Quentin Matsys, sátira e realismo

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.