Louis Anquetin e o Cloisonnismo pós-impressionista

O Cloisonnismo é uma técnica de pintura pós-impressionista que constitui-se na pintura de áreas planas com contornos bem definidos, de preferência linhas pretas. A utilização de cores mais vivas e primárias são vistas nas obras cloisonistas. Essa técnica também se refere à o material utilizado nessas pinturas do cloisonnismo que cria esse efeito de linhas pretas.

Louis Anquetin

Louis Émile Anquetin nasceu no ano de 1861 na França. O artista foi um dos mais importantes pintores do movimento artístico do pós-impressionismo. Assim como outros artistas impressionistas, Anquetin passou um tempo pintando e aprendendo as técnicas de pintura do divisionismo inventado por Paul Seurat.

Após ter contato com as gravuras japonesas que foram adquiridas por Van Gogh, Anquetin ficou entusiasmado com os métodos de fazer xilogravuras. Ao juntar todas essas referências com suas ideias próprias, Anquetin criou uma técnica chamada de Cloisonnismo.

O artista começou seu treinamento em pinturas no estúdio de Léon Bonnat, depois Anquetin continuou seus estudos no ateliê de Fernand Cormon, nesse lugar Anquetin conheceu Émile Bernard e Vincent Van Gogh. Anquetin expos suas pinturas feitas com sua nova técnica e o escritor Édouard Dujardin chamou essa técnica de Cloisonnismo. Uma das obras do artista feitas no começo de sua carreira (1887) se chama Avenida de Clichy às cinco da tarde.

Avenida de Clichy às cinco da tardem Louis Anquetin,

Na pintura acima o artista utiliza linhas pretas para fazer o contorno dos personagens e objetos do cenário. O uso das cores primárias é uma características do movimento pós-impressionista. Uma das pinturas de Vincent Van Gogh também foi pintada no mesmo cenário, essa obra se chama Café Esplanada à Noite:

Café Esplanada à Noite, Vincent Van Gogh.

O artista apresentou suas pinturas na Exposição Volpini, que foi organizada pelo artista Paul Gauguin no ano de 1889. Esse evento serviu para expor as pinturas pós-impressionistas da época e apresentar a nova estética que os artistas criaram.

Uma pintura confeccionada um anos antes dessa exposição se chama Uma mulher elegante no Élysée Montmartre:

Uma mulher elegante no Élysée Montmartre, Louis Anquetin.

Uma mulher elegante no Élysée Montmartre foi uma pintura feita em 1888, as linhas marcantes estão presentes nessa pintura, assim como a paleta de cores usada por Louis Anquetin. O rosto da mulher retratada lembra um pouco as figuras humanas pintadas por Édouard Manet.

Louis Anquetin, assim como outros artistas de sua época, também frequentava o cabaré Moulin Rouge. O artista fez uma pintura sobre o Moulin Rouge que leva esse mesmo nome.

Moulin Rouge, Louis Anquetin.

Moulin Rouge foi uma pintura concluída no ano de 1893, essa obra também apresenta características do cloisonnismo com a utilização das linhas pretas que fazem o contorno dos personagens retratados na pintura.

Outra pintura conhecida de Louis Anquetin se chama Mulher no Champs-Élysées a noite.

Mulher no Champs-Élysées a noite, Louis Anquetin.

Louis Anquetin faz algumas viagens e tem contato com as pinturas barrocas de Rembrandt e Peter Paul Rubens, essas obras causam um impacto no artistas e Anquetin abandona o modernismo e se volta ao estilo das pinturas clássica, perdendo assim sua identidade artística.

Cloisonnismo

O estilo artístico chamado de Cloisonnismo tem esse nome devido a técnica utilizada para moldar metais chamada de Cloisonné. Essa técnica resultava num contorno em relevo de fios, geralmente de ouro:

Águia.

Na imagem acima podemos ver o contorno dado pelos fios de ouro, que demarcam as formas e separam as cores, assim como no Cloisonnismo, onde o artista fazia contornos com linhas pretas, separando as formas e também as cores.

O Cloisonné é uma técnica muito antiga foi utilizada até mesmo na arte carolíngia do início da Idade Média. A palavra cloisons significa compartimentos, as esculturas e vasos de cerâmica eram decorados utilizando essas divisórias e nem sempre era usado o ouro, a técnica também pode ser aplicada nos esmaltes.

Na pintura abaixo, Émile Bernard usou o cloisonnismo:

Mulheres Bretâs, Émile Bernard.

Na pintura acima, Mulheres Bretãs, Émile Bernard pinta contornos pretos, criando esses compartimentos que são preenchidos por cor, dando um formato feito em linhas nessa pintura.

Nem sempre os artistas usavam linhas para definir as formas, as vezes separavam as imagens através das cores. Como podemos ver numa pintura do próprio Louis Anquetin:

Moça lendo um jornal, Louis Anquetin.

Em Moça lendo um jornal as linhas são definidas, em muitas partes da pintura o artista utilizou de cores contrastantes para criar o efeito de compartimento do Cloisonnismo. Essa pintura foi feita no ano de 1890, um ano após a exposição organizada por Paul Gauguin.

O pós-impressionismo possui muitas técnicas e vertentes, Paul Gauguin foi o grande idealizador desse movimento artístico, mas cada artista contribuiu com alguma técnica inovadora que faz parte dessa corrente artística. Louis Anquetin entrou para a história da arte contribuindo com sua técnica cloisonnista.

Compre meu livro na Amazon:

3 comentários em “Louis Anquetin e o Cloisonnismo pós-impressionista

Deixe uma resposta para vengodalmare Cancelar resposta

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.