Peter Paul Rubens, grande pintor do barroco flamengo

Peter Paul Rubens nasceu no ano de 1577 e também é um artista da Idade de Ouro Holandesa, o pintor se encaixa no movimento artístico do Barroco Flamengo, junto com Anthony Van Dyck. Rubens é considerado como um dos grandes mestres mais importantes artistas desta corrente do Barroco Flamengo. Ele figura entre artistas que produziram um novo tipo de técnica artística do Barroco originado na Holanda do Sul.

O artista nasceu na Antuérpia e era filho de um político holandês mas por serem da religião calvinista tiveram que sair da Antuérpia que ficava na parte da Holanda Espanhola. Porém devido a conexões com a corte, sua família mudou para Siegen, onde seu pai se converteu ao catolicismo e batizou Peter na religião católica. Assim, após a morte de seu pai ele e sua mãe retornam à Antuérpia. Foi graças a esta ligação com o catolicismo que Peter Paul Rubens passou a defender o estilo artístico da contrarreforma católica, o Barroco.

Peter aprendeu técnicas artísticas com Tobias Verhaecht, um artista do maneirismo, além de ter estudado outros artistas maneiristas holandeses como Adam van Noort.

Paisagem com Vênus e Adonis, Tobias Verhaecht.

O artista terminou seu aprendizado quando entrou na famosa Guilda de São Lucas. Como diversos artistas da época, Rubens empreendeu uma viagem à Itália para estudar os mestres italianos como Caravaggio, Rafael, Michelangelo, Leonardo da Vinci e principalmente Ticiano, que teve uma grande influência no estilo artístico de Rubens. O pintor também fez uma viagem à Espanha, onde pintou o quadro Retrato equestre do duque de Lerme.

Retrato equestre do duque de Lerme, Rubens.

Rubens entregou esta pintura como um presente, pois o artista estava em missão diplomática. Esta obra foi inspirada numa pintura feita por Ticiano, Retrato de Carlos V a Cavalo.

Retrato de Carlos V a Cavalo.

Após esta missão diplomática, Rubens foi para a Itália, primeiro na cidade de Mântua, depois Gênova e enfim Roma. Na cidade de Gênova, Rubens aceita diversas encomendas de retratos, como a pintura Retrato de Brigida Spinola Doria. Foi um retrato encomendado à Rubens pelo Marquês Giacomo Massimiliano Doria.

Retrato de Brigida Spinola Doria, rubens.

O artista além de pintar obras, também lançou um livro ilustrado, Palazzi di Genova, descrevendo e retratando os palácios de Gênova. Rubens foi para Roma onde ficou sob a proteção do cardeal Jacopo Serra. 

Porém sua mãe começou a adoecer e Peter Paul Rubens retornou à Antuérpia, porém não chegou a tempo e sua mãe morreu antes que Rubens chegasse. Na cidade, o artista se tornou o pintor oficial da corte do casal dos Habsburgo, Albert e Isabelle.

Rubens teve um casamento muito vantajoso com Isabella Brunt, filha de um político muito influente na Antuérpia. Ele se mudou para um palácio, onde viveu a maior parte da vida e também foi o local em que construiu seu estúdio. Com Isabella ele teve três filhos.

Isabella Brant, Rubens.

Na Antuérpia, Peter Rubens, pintou diversas obras religiosas, especialmente retábulos, uma dessas pinturas feitas pelo artista nesta época se chama A descida da Cruz, e foi encomendada para a Catedral de Nossa Senhora. Esta igreja encomendou diversas obras religiosas do artista barroco.

A descida da cruz, Peter Rubens.

A rainha-mãe da França Maria de Médici, ele fez um ciclo de pinturas da monarca, porém não concluiu a segunda série devido a rainha ter sido exilada pelo seu filho, Luís XIII. O artista pintou alguns membros da corte francesa como a Rainha Ana da Áustria, consorte do rei Luís XIII.

Ana da Áustria, Rubens.

Rubens fez parte de uma missão diplomática na Espanha, na cidade de Madrid, onde ficou alguns meses e se tornou amigo de Diego Velázquez. Na corte, o pintor recebeu diversas encomendas, inclusive do rei Filipe IV. O artista sempre transitava entre as cortes da Espanha e Inglaterra para que sua terra natal, Holanda Espanhola, tivesse paz. Diversos artistas foram afetados por guerras que aconteceram na Holanda, como Johannes Vermeer.

Após a morte de sua esposa, Rubens se envolve com a sobrinha de dezesseis anos de sua esposa, os dois acabam casando, quando o artista tinha cinquenta e três anos. Depois desse casamento o pintor começou a utilizar a própria esposa como uma modelo dos nus artísticos mitológicos que ele pintou nesta época, incluindo o quadro A festa de Vênus.

A festa de Vênus, Rubens.

Quando esta obra foi exposta ao público, as pessoas reconheceram a esposa adolescente nesta pintura.

Seu ateliê na Antuérpia é bem movimentado, cheio de alunos e encomendas. Como Rubens era o pintor oficial da corte, ele não precisava registrar todos os alunos e assistente que faziam/fizeram parte. Mas sabemos que Anthony Van Dyck sofreu uma grande influência de Peter Paul Rubens.

O artista recebeu encomendas monumentais como Assunção da Virgem Maria, para a Catedral de Nossa Senhora, na Antuérpia. Pintura que ele concluiu com louvor.

Assunção da Virgem Maria, Rubens. 

Os trabalhos mais reconhecidos do artista são as pinturas religiosas e alegorias mitológicas, apesar do artista ter feito vários retratos por encomenda, inclusive se tornando o pintor oficial da corte, além de ser recebido na Inglaterra e Espanha em missões diplomáticas.

Peter Rubens Paul morre de insuficiência cardíaca no ano de 1640. O artista entrou para a história da arte como um dos grandes pintores do barroco flamengo.

Compre meu livro na Amazon:

3 comentários em “Peter Paul Rubens, grande pintor do barroco flamengo

Deixe uma resposta para olivarui Cancelar resposta

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.